Conceito.de

Conceito de simulação

Simulação, do latim simulatĭo, é a acção de simular. Este verbo refere-se à acção de representar algo, imitando ou fingindo aquilo que não é, fazer de conta.

Exemplos: “O árbitro considerou que o dianteiro fez uma simulação e, por isso, decidiu admoestá-lo”, “As autoridades pediram aos funcionários que iriam realizar uma simulação de votação para verificarem se estão capacitados”, “O arquitecto apresentou uma simulação computadorizada daquilo que irá ser o edifício”.

Pode definir-se a simulação como a experimentação com um modelo que imita certos aspectos da realidade, o que permite trabalhar em condições semelhantes às reais, mas com variáveis controladas e num ambiente que se assemelha ao real, embora criado ou acondicionado artificialmente.

O objectivo é que a simulação permita verificar o comportamento de uma pessoa, de um objecto ou de um sistema em certos contextos que, embora não sejam idênticos aos reais, são os mais parecidos possíveis. Assim, é possível corrigir falhas ou erros antes de a experiência se realizar efectivamente na realidade.

As simulações são habituais no âmbito da aviação. A formação dos pilotos inclui aulas práticas em simuladores que apresentam todos os comandos de um avião para voar (pilotar) virtualmente num ambiente simulado. Assim, se o piloto cometer algum erro próprio do processo de aprendizagem, não sofrerá qualquer traumatismo, uma vez que se trata de uma simulação; no entanto, se o erro acontecesse num voo a sério, o avião poderia despenhar-se. Aquilo que oferece a simulação, neste caso, é um âmbito seguro para a prática.