Conceito.de

Conceito de telefone

Escutar o artigo

Um telefone é um aparelho que permite transmitir sons à distância através de sinais eléctricos. O nome proveio da junção de dois termos: do grego “tele”, que significa “longe”, e “phone”, que significa “som”, Esse aparelho foi inventado em 1871 por Antonio Meucci, ainda que o primeiro a tê-lo patenteado tenha sido Alexander Graham Bell, em 1876.

telefone
telefone numa imagem em preto e branco

Dá-se o nome de telefone fixo ao dispositivo não portátil que se encontra enlaçado com outro telefone ou com uma central através de condutores metálicos. Por sua vez, há o telemóvel (ou celular) é um equipamento electrónico sem fios que acede a uma rede telefónica graças a ondas de rádio.

Em geral, um telefone é composto por dois circuitos: um circuito de conversação que se encarrega da voz e um circuito de marcação, associado à marcação e às chamadas.

Tanto os sinais que partem do telefone até à central como as que vão da central ao telefone são transmitidos por uma mesma linha de apenas dois fios. O dispositivo que combina e separar ambos os sinais é a bobina híbrida ou o transformador híbrido, que funciona como um acoplador de potência.

Modelos de telefone

Há distintos modelos de telefone (como os luzes nas teclas, maiores, menores, etc.), mas apenas dois tipos que são os com fio e os sem fio. Os telefones com fio são os mais tradicionais, tanto usados nas residências quanto nas empresas. Por outro lado, os telefones sem fio trazem consigo a praticidade de quem os usa poder ir mais longe de onde fica a base do mesmo, por exemplo: se a base está na sala, a pessoa pode levar o aparelho até o quarto.

Telefone celular

telefone celular
mãos segurando um telefone celular

Também, claro, existe o telefone celular ou telefone móvel que é um modelo portátil que usa ondas eletromagnéticas. Além de fazer e receber ligações, o aparelho celular também possui muitos outros recursos como chamadas de vídeo, envio de áudio, aplicativos para diversas tarefas, etc.

Curiosidade sobre o “alô” ao telefone

No Brasil é costume dizer “alô” quando se atende a um telefonema, do mesmo modo é em outros países, tal como nos Estados Unidos que se utiliza “hello” (alô).

Conta-se que o uso da saudação quando se faz ou recebe uma ligação foi uma sugestão de Thomas Edison para Alexander Graham Bell (quem patenteou o telefone).

Quando Graham Bell patenteou a invenção em 1876, ele queria que as pessoas atendessem ao telefone usando a saudação “ahoy”, qual se tratava de uma saudação náutica. Isso se deu porque na época havia uma preocupação sobre cada pessoa do lado da linha saber quando o outro queria falar.

Até mesmo foi cogitado utilizar uma campainha com o objetivo de indicar para a outra pessoa na linha de quem seria a vez de falar. Mas isso não passou de cogitação. Posto a isso, em 1877 Thomas Edison escreveu uma carta para o diretor da companhia telegráfica dos Estados Unidos relatando que não tinha certeza sobre o uso da campainha. Sendo assim, apenas um “hello” (o inglês para “olá”) já seria suficiente para isso. E devido a ser mais comum do que o “ahoy”, o “hello” acabou sendo aderido mais rápido. Acredita-se que esse termo tenha vindo de “hallod”, que é um termo húngaro com o significado em português de “está me ouvindo?”. E o “alô” usado no português trata-se de uma tradução direta.

Internet e telefonia

Atualmente, existem sistemas de telecomunicações através da Internet, conhecidos como Voz sobre IP ou VoIP (de acordo com as suas siglas em inglês). Estes sistemas não recorrem a telefones convencionais, mas antes a uma série de recursos que permitem enviar o sinal acústico através da Web. O utilizador deve, para o efeito, dispor de um microfone e de altifalantes no seu computador.

Número de telefone

Conhece-se também por telefone o conjunto de números com os quais se faz uma ligação, por exemplo: o telefone da casa, o telefone do trabalho ou o telefone da pizzaria. Mas nesse caso é comum também o uso da expressão “número de telefone”, por exemplo: “você poderia me passar o número de telefone do seu cabeleireiro?”, a qual poderia também ser “você poderia me passar o telefone do seu cabeleireiro?”.

Por fim, podemos mencionar que o telefone sem fio é uma brincadeira, que imita o funcionamento de uma linha telefónica defeituosa ao distorcer a mensagem transmitida. Nesse jogo brincam uma grupo de crianças, onde a primeira da fila passa uma mensagem e as demais vão repassando (quando uma passa a mensagem para a outra as demais não devem escutar), até que essa mensagem chegue até a última criança e essa deve, agora, dizer em voz alta o que lhe foi dito. A brincadeira é ganha quando a mensagem chega correta até o último da fila.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (15 de Maio de 2012). Conceito de telefone. Conceito.de. https://conceito.de/telefone