Conceito.de

Conceito de utilidade

Do latim utilĭtas, a utilidade é o interesse, proveito ou fruto que se obtém de algo. O termo também permite fazer referência à qualidade de útil (que pode servir ou que se pode aproveitar de alguma forma).

Algo útil serve para satisfazer uma necessidade. Por exemplo: no caso de uma pessoa que queira abrir uma garrafa, o saca-rolhas será um instrumento de utilidade para atingir esse objectivo. Um sujeito que tenha intenção de pintar uma parede, terá a tinta e o pincel como elementos de utilidade para a sua tarefa.

É possível distinguir a utilidade total (a utilidade/satisfação proporcionada pela quantidade consumida de um bem ou serviço) da utilidade marginal (a utilidade/satisfação proporcionada pela quantidade suplementar consumida ou obtida desse bem). A utilidade marginal é decrescente: ao aumentar o consumo de um bem, a satisfação que produz cada nova unidade é inferior àquela que produziu o bem anterior.

Isto verifica-se claramente no caso dos alimentos. Um indivíduo que tenha fome sentirá uma grande satisfação se comer uma primeira fatia de pizza. A segunda fatia irá criar menos satisfação, e assim sucessivamente até ficar completamente satisfeito. O bem (a pizza) deixará de ser útil.

Na área da economia e das finanças, a utilidade está associada ao benefício e à própria necessidade que se obtém a partir de um bem ou de um investimento. Um grossista investe 500 euros para comprar mercadoria. Após revendê-la no mercado retalhista, obtém 650 euros, pelo que terá conseguido uma utilidade (um lucro) de 150 euros.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (23 de Julho de 2012). Conceito de utilidade. Conceito.de. https://conceito.de/utilidade