Conceito de longo prazo


Mai 27, 14

O adjectivo longo, que tem origem no vocábulo latino longu, pode usar-se num sentido físico (para evocar aquilo que tem muita longitude/comprimento ou cuja longitude supera a largura) ou simbólico (para assinalar que algo é comprido, extenso ou continuado).

Prazo, do latim placĭtum (“convencionado”), é um tempo ou término combinado para algo. O conceito também é usado em referência ao vencimento desse término.

A noção de longo prazo, por conseguinte, está associada à ideia de um período de tempo relativamente extenso. Pode tratar-se de algo que se desenvolve, se concretiza ou finaliza bastante tempo depois da sua criação ou do seu aparecimento.

Exemplos: “Trata-se de um investimento a longo prazo, que acabará por dar os seus frutos na próxima década”, “Se ensinares uma crianças a poupar, estarás a favorecer o desenvolvimento da sua capacidade de pensar a longo prazo”, “Estes problemas só poderão ser resolvidos a longo prazo: não existem soluções mágicas e imediatas”.

Tomemos o caso de uma equipa de futebol que contrata um jogador de 15 anos de idade. Essa contratação é pensada a longo prazo, já que se espera que o jovem continue a crescer e a desenvolver antes de se juntar ao plantel profissional. É provável que o jogador se estreie na primeira divisão aos 20 ou 21 anos, isto é, mais de cinco anos depois da sua contratação.

Uma empresa que decide começar a fabricar um novo produto, por sua vez, investe milhões de dólares em máquinas. Tendo em conta o montante desembolsado e o tempo que levará a recuperar o investimento, pode-se dizer que é um projecto rentável a longo prazo.