Conceito de motivação




Abr 25, 11 Conceito de motivação

A palavra motivação provém dos termos latins motus (“movido”) e motio (“movimento”). Para a psicologia e a filosofia, a motivação são aquelas coisas que incentivam uma pessoa a realizar determinadas acções e a persistir nelas até alcançar os seus objectivos. O conceito também se encontra associado à vontade e ao interesse. Por outras palavras, a motivação é a vontade para fazer um esforço e alcançar determinadas metas.

A motivação implica a existência de alguma necessidade, seja ela absoluta, relativa, de prazer ou de luxo. Quando uma pessoa está motivada a “algo”, considera que esse “algo” é necessário ou conveniente. Visto isto, a motivação é o vínculo que leva essa acção a satisfazer a necessidade.

Existem diversos motivos que impulsam a motivação: racionais, emocionais, egocêntricos, altruístas, de atracção ou de repúdio, entre outros.

Por outro lado, a desmotivação é o termo oposto à motivação. Define-se como sendo um sentimento de desesperança ou angústia perante os obstáculos, que se traduz na perda de entusiasmo, disposição e energia.

A desmotivação é uma consequência considerada normal nas pessoas que vêm limitadas as suas aspirações por várias causas. Em todo o caso, as suas consequências podem ser prevenidas.

A desmotivação é caracterizada pela presença de pensamentos pessimistas e pela sensação de desânimo, que surgem na sequência da generalização de experiências negativas vivenciadas, podendo ser próprias ou alheias, e pela auto-percepção de incapacidade para alcançar os objectivos desejados. Como tal, a desmotivação pode ser nociva quando se converte numa tendência recorrente e constante na vida de uma pessoa, podendo inclusive afectar o seu estado de saúde.