Conceito.de
Conceito de

Desânimo

Desânimo é o estado emocional marcado pela ausência de motivação, energia e interesse para realizar atividades. Ele pode se expressar através da apatia, do desinteresse e, ainda, por meio da sensação de desesperança.

desânimo
O desânimo é a ausência de energia e de ânimo

O termo é a junção de “anima“, que vem do latim e significa “ânimo”, e de psyché, que é do grego e possui o significado de “alma”. Logo, desânimo seria a ausência de alma.

Em certos casos, o desânimo seria o fruto de uma sobrecarga emocional, de frustrações ou condições adversas.

Veja alguns exemplos de uso do termo:

  • O desânimo chegou forte quando ele viu que, no fim da viagem, o local estava fechado;
  • Ele estava bastante desanimado com tudo aquilo.

Tal estado emocional pode acometer o desempenho acadêmico, profissional e mesmo o pessoal, causando danos para as relações e a qualidade de vida. a sua superação requer apoio emocional, autorreflexão, autoconhecimento e também uma busca por soluções a fim de reavivar a esperança e a motivação.

Um exemplo de caso de desânimo seria quando uma pessoa enfrenta uma situação de perda. Com o sentimento de dor e desesperança, é comum que essa pessoa chegue a um estado de falta de ânimo para fazer até mesmo coisas básicas do dia a dia, como tomar banho.

O desânimo chegaria até mesmo a agravar ou desenvolver casos de depressão ou ansiedade.

Se tem pouco tempo, veja o índice ou o resumo com os pontos-chave.

Causas do desânimo

O desânimo pode ser provocado por diferentes fatores emocionais, psicológicos e também ambientais.

No contexto das emoções, experiências de perda, fracasso ou decepções abalariam a autoestima. E isso poderia então gerar sentimentos de desesperança.

O que também causaria ou agravaria esse estado é a pressão demasiada, tanto interna quanto externa, em prol de atingir metas ou expectativas surreais, levando à exaustão emocional e a desmotivação.

Fatores psicológicos também seriam causadores disso. Dentre os exemplos há como citar o estresse crônico, ansiedade ou depressão. Esse são capazes de consumir a capacidade de encerar os desafios e provocar um estado de apatia.

Ambientes tóxicos, seja no local de trabalho, nos relacionamentos ou em alguma comunidade, são outros que roubam energia e motivação, favorecendo o desânimo.

Além do mais, problemas de saúde crônicos ou ausência de sono adequado, além de outros hábitos ruins, poderiam impactar no estado emocional. E isso agravaria sentimentos de desânimo.

Crises existenciais e a ausência de um propósito na vida podem deixar as pessoas desmotivadas e sem energia para prosseguir. Essas pessoas sentiriam que não possuem um direcionamento uma razão para a sua existência, o que se configura em um problema que requere apoio emocional e também de um especialista como um psicólogo.

Efeitos do desânimo

conceito de desânimo
Uma pessoa com desânimo perder o interesse por aquilo que antes lhe era prazeroso

O desânimo ainda pode gerar muitos efeitos prejudiciais para uma ou mais pessoas.

No nível pessoal, ele culminaria em uma queda expressiva no desempenho acadêmico ou profissional. E isso afetaria metas e objetivos. E tal fato ainda pode levar uma pessoa a fortalecer constantemente reforços negativos sobre si mesma, em que a ausência de motivação provoca resultados insatisfatórios, agravando o desânimo.

O desânimo pode ainda levar a uma sensação de desesperança e de desamparo, desenvolvendo ou agravando depressão e ansiedade. Relacionamentos interpessoais seriam afetados também, tendo em vista que o desânimo levaria à retirada social e à problemas para se conectar com outras pessoas.

Além do mais, o desânimo teria consequências físicas, a exemplo da fadiga crônica e de distúrbios do sono, que ainda podem causar danos para a saúde em geral e para o bem-estar. Uma pessoa que está constantemente apática e desanimada pode se encontrar sem forças para realizar as tarefas do dia a dia. E esse pode ser um sinal de alerta.

Dentro de um contexto mais amplo, o desânimo ainda teria impactos socioeconômicos expressivos. Nesse caso, ele causaria problemas como a diminuição da produtividade e da inovação nas comunidades e organizações. Isso pode provocar um ciclo de desesperança coletiva, o qual é mais complexo de romper sem que haja intervenções mais arrojadas.

Emoções e condições ligadas ao desânimo

O desânimo relaciona-se a uma série de estados emocionais e também psicológicos, tais como: tristeza, depressão e apatia.

A tristeza, por exemplo, seria uma resposta a eventos adversos, já a depressão é uma condição clínica de mais grave, distinguida por sentimentos frequentes de desesperança e a ausência de interesse pelas atividades cotidianas.

Já a apatia, com relação a esse estado, representa uma ausência geral de emoção ou interesse. Ela favorece então a falta de motivação e de autoestima.

Ansiedade, frustração e estresse se relacionam fortemente com o estado de desânimo. Esses sentimentos ainda seriam capazes de nutri-lo. E com se teria um ciclo de pensamentos negativos que levaria à exaustão emocional.

A desesperança, que é algo frequente na depressão, agravaria o desânimo. E nesse caso ela poderia fazer uma pessoa recorrer ao isolamento social e ao desinteresse quanto às interações interpessoais.

Por fim, o luto também desencadearia ou agravaria o desânimo. E com isso a pessoa pode apresentar melancolia e ter também dificuldade para encontrar significado em suas atividades diárias.

Citação

SOUSA, Priscila. (2 de Abril de 2024). Desânimo - O que é, causas, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/desanimo