Conceito de oitava


Jan 25, 15

Oitava, com origem no vocábulo latino octāvus, é um termo que admite várias acepções. Em geral, seja no feminino (oitava) ou em masculino (oitavo), trata-se de um adjectivo numeral de tipo ordinal que qualifica aquilo que sucede ao sétimo numa certa ordem.

Exemplos: “A oitava edição do concurso literário foi um grande sucesso”, “A selecção terminou oitava na tabela das posiciones, depois da França”, “Este é o oitavo dia consecutivo em que não temos electricidade”.

A noção de oitava também se pode usar para designar cada parte que compõe um todo dividido em oito porções ou segmentos: “De acordo com o contrato, compete-te a oitava parte daquilo que foi arrecadado com as vendas”, “Uma oitava parte do terreno será destinada à apanha de trigo”.

No âmbito da literatura, uma oitava é a estrofe composta por 8 versos de onze sílabas (isto é, hendecassílabos). Essa combinação de versos segue um certo esquema no que se refere às rimas, que são consoantes. O conceito, de qualquer forma, também se pode usar em referência a qualquer combinação que tenha 8 versos.

A ideia de oitava também é usada na música. Pode-se tratar do intervalo que existe entre um par de sons que dispõem de frequências que mantêm um vínculo de 2-1. Se um som tem uma frequência fundamental de 2640 Hz, encontra-se uma oitava mais alto do que aquele cuja frequência é 1320 Hz.

A escala musical de ocidente contempla sete níveis distintos no que toca ao tom e ao semitom. A série que abarca todas as notas (desde o Do até ao Si) e que inclui a repetição da primeira nota (Do) também recebe o nome de oitava.