Conceito de ramificação


Nov 03, 15

Ramificação é o processo e o resultado de ramificar. Este verbo pode referir-se a uma questão concreta (quando surgem e crescem ramos de uma planta ou de uma árvore) ou a algo simbólico (um tema ou um facto que se divide em distintas unidades ou que se propaga para diferentes lugares).

Para entender o que são as ramificações, por conseguinte, devemos compreender o conceito de ramo. Os ramos são as extensões que crescem do tronco ou do talo e que sustêm frutas, flores e folhas. Também pode tratar-se de algo que é secundário ou complementar e que surge de uma estrutura principal.

Se nos focarmos nas árvores, por conseguinte, a ramificação é o desenvolvimento dos ramos em diferentes direcções. Exemplos: “O jardineiro terá de fazer alguma com as ramificações da laranjeira, já que está prestes a chegar à janela”, “Nunca pensei que esta planta fosse ter tantas ramificações”.

Uma ramificação, por outro lado, pode ser a derivação de um evento ou a prolongação de alguma questão para além do seu ponto original: “As ramificações deste caso de corrupção são bastante complexas, pois envolvem importantes funcionários do governo nacional”, “As ramificações do tráfico de droga chegam a todos os estratos da sociedade”.

No contexto da anatomia, a ramificação é a prolongação dos vasos sanguíneos mediante extensões que surgem de um mesmo tronco: “O paciente está a ser atendido por uma oclusão na ramificação da veia cava”.