Conceito.de

Conceito de anelídeos

Os anelídeos são animais cujo corpo é praticamente cilíndrico e com anéis ou pregas transversais. Estes anéis (ou pregas) são externos, mas correspondem a segmentos internos do corpo. Os anelídeos têm uma cavidade denominada celoma, que está dividida por tabiques transversais. Dentro do celoma, encontra-se um fluido no qual estão suspensos os órgãos.

Esses tabiques transversais separam os vários segmentos do corpo, os quais apresentam uma porção do sistema nervoso e do sistema circulatório. Posto isto, podem funcionar de um modo praticamente independente. Cada um dos segmentos sé conhecido pelo nome de metâmero e é marcado, no exterior, por um ou mais anéis.

Os especialistas estimam que existem cerca de 16.500 espécies de anelídeos, os quais podem alcançar um comprimento de entre menos de um milímetro e mais de três metros. A maioria vive no ambiente marinho, ainda que haja algumas espécies que residam na terra (como é o caso da lombriga ou da minhoca) e outras que habitam em água doce (a sanguessuga, por exemplo).

Os anelídeos pertencem ao tipo dos vermes, embora nem todos os vermes sejam necessariamente anelídeos. Neste caso, trata-se de animais invertebrados protóstomos com aspecto vermiforme.

O exterior dos anelídeos é revestido por uma epiderme que segrega uma cutícula protectora. Debaixo da epiderme encontra-se uma camada de musculatura circular que, por sua vez, cobre uma camada de fibras musculares longitudinais.

Por fim, cabe destacar que os anelídeos podem reproduzir-se tanto de forma sexual (algumas espécies são hermafroditas) como de forma assexual (pelo método da fissão).

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (13 de Fevereiro de 2013). Conceito de anelídeos. Conceito.de. https://conceito.de/anelideos