Conceito.de

Conceito de anormal

Escutar o artigo

Anormal é um adjetivo que se utiliza em referência àquilo que se encontra fora do seu estado natural ou das condições que lhe são inerentes.

Exemplos: “O nascimento de um animal com duas cabeças é algo totalmente anormal”, “É anormal que faça tanto calor nesta parte do mundo”, “Detectei alguns resultados anormais no estudo”.

Para compreender o conceito de anormal, em primeiro devemos saber o que é o normal. A normalidade diz respeito a algo que esteja no seu estado natural ou que sirva de regra ou norma. É possível associar o normal ao comum ou ao habitual.

O que é anormal, por conseguinte, é precisamente o contrário: o infrequente, aquilo que escapa do comum ou da lógica. Suponhamos que, num determinado país, nove em cada dez pessoas têm o cabelo de cor preta ou castanha. Pode-se dizer que o normal é que os habitantes dessa nação sejam morenos. Quando nasce um bebé ruivo ou loiro, tratar-se-á de uma condição anormal, no sentido em que é pouco frequente.

Quando uma mulher tem variação no seu período menstrual, com o normal sendo a duração de até 7 dias mas a sua esteja durando mais do que isso, então isso pode ser considerado como uma anormalidade.

Há uma condição chamada de sangramento uterino anormal (SUA) que é o sangramento, que pode ser agudo ou crônico, que acontece no corpo uterino, havendo nesse sangramento anormalidade em seu volume, frequência, regularidade ou mesmo em sua duração (essa condição acontece em mulheres que não estão grávidas).

É importante ter em conta, no entanto, que a noção de anormal costuma ter uma conotação negativa ou discriminatória. E existem algumas pessoas que costumam usar o termo “anormal” para definirem quando uma pessoa é depravada, ainda que muitos defendam que o uso nesse sentido é errôneo.

A normalidade, ao fim ao cabo, pode ser subjetiva ou, como no exemplo anterior, ser uma simples consequência da estatística. Isso não significa que o anormal seja errado ou condenável: simplesmente é diferente ou pouco habitual.

Por tanto, anormal é aquilo que está fora da norma, sendo um comportamento ou mesmo uma vivência.

A moral também costuma incidir na definição do anormal. Se é normal numa sociedade a monogamia, quem tiver relações sentimentais simultâneas com vários companheiros será considerado anormal.

É chamada de psicologia anormal o ramo da psicologia que trata de estudar e descobrir como tratar transtornos mentais e transtornos emocionais que pode causar danos na capacidade que uma pessoa possui de sentir-se ela mesma e realizar as suas atividades de costume.

Dentre dessa psicologia anormal existem distintos modos de visualizações. De um lado há aqueles profissionais (psicólogos ou psiquiatras) que dão ênfase para apenas um ponto de vista, já de outro lado há aqueles que utilizam elementos de múltiplas áreas com o intuito de estudar e de tratar os transtornos psicológicos da melhor maneira.

Cabe dizer que o ponto de vida psicanalítico da psicologia anormal se enraíza nas teorias de Sigmund Freud. E esse ponto de vida sugere que boa parte dos comportamentos anormais originam-se de desejos, pensamentos e lembranças inconscientes.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (2 de Agosto de 2014). Conceito de anormal. Conceito.de. https://conceito.de/anormal