Conceito de habitual


Out 24, 14

Habitual é um conceito que deriva de habĭtus, um termo latino. Trata-se de um adjectivo que refere aquilo que se realiza, tem ou sofre de forma continuada ou com frequência.

Exemplos: “É habitual que o Dr. Lepoes demore quando tem uma reunião”, “Como é habitual, a rua ficou inundada com as chuvas fortes”, “Não é habitual golearem esta equipa com três golos numa só partida”.

O habitual, por conseguinte, está associado aos hábitos. Um hábito é uma forma de actuar que se sustenta de forma quotidiana ao repetir certas acções, seja por costume ou por instinto. Suponhamos que uma pessoa, depois de jantar e antes de se deitar, costuma tomar um copo de vinho do Porto. Pode-se dizer, pois, que este sujeito tem o hábito de beber Porto todas as noites ou que é o mesmo que é habitual que beba essa bebida.

É importante ter em conta que a repetição inerente ao habitual não é boa nem má: o relevante é aquilo que se repete. Há numerosos hábitos positivos, como lavar as mãos antes de comer, realizar uma actividade física todas as manhãs ou reciclar os resíduos. Em contrapartida, outros hábitos são negativos para a pessoa ou para a sociedade: fumar, atirar papéis para o chão… o ideal, claramente, é conseguir que os comportamentos positivos se tornem habituais e desterrar do comportamento a acção negativa.

Para além daquilo que realiza o ser humano, a ideia de habitual também se pode aplicar à natureza ou a outras questões. Pode ser habitual que neve numa determinada cidade ou que haja seca no Verão, para mencionar apenas duas possibilidades.