Conceito.de

Conceito de associação

Escutar o artigo

Associação, do latim “associare” (“agrupar”), é um termo usado para se referir a uma organização sem fins lucrativos.

associação
Um associação precisa gerir seus associados de forma democrática

Quando um grupo se junta e possui objetivos e também interesses em comum, então esse pode ser uma associação. E esse grupo pode tanto ser composto por pessoas físicas (CPF) como por pessoas jurídicas (CNPJ).

No geral, quando há uma associação ela possui o objetivo de alcançar benefícios que favoreçam aqueles que fazem parte dela.

Ainda, para que essa associação seja válida, ainda que a mesma seja composta por pessoas físicas, por exemplo, é necessário que ela seja oficializada por meio de um CNPJ. Devido a isso, uma associação é classificada como pessoa jurídica.

No Brasil, por exemplo, há diferentes tipos de associações, sendo algumas em áreas como: agronegócio, indústria de exportação de carne, indústria de produtores de leite, avicultura, também na indústria de artefatos de borracha, entre outras.

Um exemplo comum de associação é a associação de moradores, que reúne os indivíduos que moram num mesmo local e estabelece regras para a boa convivência e para garantir que seus direitos sejam cumpridos. Por meio dessa associação, diversas questões que envolvem essas pessoas são centralizadas.

Características da associação

Uma associação deve dispor de interação, isso quer dizer que as associações devem interagir entre si, tanto nacionalmente quando internacionalmente, por exemplo.

Ainda, outra característica importante de uma associação é que ela deve realizar a gestão de pessoas de maneira democrática.

Os membros ali presentes precisam estar incorporados de forma voluntária, ou seja, eles devem estar ali porque querem.

Também, mesmo que uma associação mantenha parceria com entidades privadas ou com o governo, ela deve seguir sendo algo autônomo e independente.

Mais uma característica importante é que tais organizações sem fins lucrativos precisam educar seus associados.

Por fim, há ainda uma regra importante que é a contribuição de todos os associados. Esses precisam contribuir, por exemplo, de forma financeira, o que ajudará na sustentabilidade da associação.

Associações empresariais

Mas além da associação designar um grupo de indivíduos que possui objetivos em comum, também pode se tratar de um grupo de empresas. Nesse caso, tem-se o que é chamado de associação empresarial.

A associação empresarial é focada em ajudar empresas ou empreendedores a conquistarem melhores condições para a realização de negócios.

Então, por meio dela, não apenas se fortalecem as relações de negócio entre essas empresas, como também com o mercado.

Geralmente, tais associações são de caráter nacional. E essas são classificadas segundo as atividades de cada empresa.

Elas se preocupam em realizar estudos, coordenar e defender os interesses dos seus membros, entre outras coisas.

Formas de associação

conceito de associação
Os requisitos para a constituição de uma associação variam segundo a sua finalidade

Há distintas formas de associação, tais como sindicatos, núcleos setoriais e clusters, por exemplo.

No caso dos sindicatos, eles existem para defender e assegurar os direitos de uma categoria. E como essas associações competem direitos e também deveres, então as mesmas se configuram em organizações com elevado poder político.

clusters se tratam de empresas que possuem características similares num mesmo território. E com isso essas empresas apoiam uma as outras, ajudando no crescimento e desenvolvimento.

Mesmo que os clusters não tenham uma formação legal, essas associações podem gerar impactos positivos e significativos numa região.

Já os núcleos setoriais se tratam de empresários que se juntam para se ajudarem, discutindo problemas do setor, fazendo a reivindicação dos seus direitos, além de protegerem os interesses da categoria da qual fazem parte.

Mas há ainda outras formas de associação, tais como os consórcios empresariais e os acordos produtivos locais.

No entanto, para a constituição de uma associação, é necessário primeiro que se engaje um grupo de pessoas que tenham um interesse em comum. E assim se inicia a elaboração dos direitos e deveres desses.

Somente após isso se segue para o próximo passo, que é a estruturação da organização, ainda tratando de estabelecer o formato que mais viabilizará essa associação no que se refere a sua economia.

O passo seguinte é dar entrada com a papelada para a constituição de forma oficial da associação. Nisso, deve-se elaborar o estatuto e a ata de constituição.

E os requisitos para a constituição de uma organização assim variam segundo a finalidade dessa.

Vantagens para os associados

E dentre os benefícios oferecidos por uma associação para seus associados há:

– Condições para que os mesmos possam inovar;

– Oferece espaço para a discussão de problemas e para encontrar soluções concretas;

– O associado ganha poder de mercado tanto diante de clientes como também de parceiros e fornecedores;

– Reduz-se os riscos referentes a investimentos e há ainda redução de custos;

– Entre outras.

Associação em gramática

Contudo, esse termo pode ser aplicado em outros contextos.

Fala-se também de associação como um recurso da gramática que nos ajuda a saber como transformar palavras, por exemplo:

– Se há o termo “puxar”, através da associação, podemos então pensar que puxando se escreve com “x” também e não com “ch”.

Citação

SOUSA, Priscila. (31 de Maio de 2022). Conceito de associação. Conceito.de. https://conceito.de/associacao