Conceito.de

Conceito de basófilos

Escutar o artigo

Os basófilos se tratam dos leucócitos menos numerosos. Eles compõem por volta de 2% dos leucócitos no sangue nos indivíduos que esteja em condições normais. Devido a isso, ao usar os esfregaços de sangue, se torna complexo de observá-los através dessa técnica.

basófilo
Os basófilos se tratam de um tipo de glóbulo branco 

Um esfregaço de sangue, distensão sanguínea, extensão sanguínea ou lâmina de extensão sanguínea caracteriza-se como o processo onde uma camada fina de sangue é colocada sobre uma lâmina para microscopia e que é colorida de maneira a possibilitar o exame das distintas células do sangue por meio do microscópio.

Os basófilos se constituem em células importantes para o sistema imunológico, onde as mesmas tendem a se elevar se o indivíduo apresenta alguma inflamação prolongada ou alergia, tal como é o caso de quem apresenta asma, urticária ou rinite.

Quando há um caso de inflamação ou alergia, o que acontece é que os diversos grânulos que se encontram nos basófilos fazem a liberação de histamina e de heparina a fim de tratar da condição. Sobre os grânulos existentes nos basófilos, eles se tratam de elementos na coloração preta-azulada.

No caso de animais, como répteis, aves e anfíbios, a quantidade de basófilos costuma ser bastante elevada no sangue circulante. Mas nos seres humanos esse se trata de menos de 3% dos leucócitos circulantes.

Nos humanos, os basófilos podem ser encontrados na pele e, ainda, nas mucosas em patologias que dizem respeito a hipersensibilidade imediata (qual conta com o basófilo como seu componente primário celular).

Características dos basofilos

Os basófilos, como explicado, se caracterizam como um tipo de glóbulo branco presente no sangue e quem tem como responsabilidade vigiar o sistema imune ara garantir que ele esteja funcionando bem, sendo um exemplo de sua atuação quando detectam e destroem os canceres que estão em estágio inicial.

Mais um exemplo da atuação dos basófilos é quando eles realizam o reparo de ferimentos.

Eles basófilos contam com receptores que possuem elevada afinidade pela imunoglobulina E (IgE). E esses receptores, ao serem submetidos a uma ligação cruzada, seja com um antígeno, um anticorpo anti-IGE ou com outros tipos de mediadores, ocorre a desgranulação, havendo um processo onde se libera histamina e leucotrienos, existindo uma reação de hipersensibilidade de imediato.

Das características desses leucócitos, além dos grânulos (que ajudam na sua distinção), tendo e consideração os termos morfológicos, eles se caracterizam como células grandes, possuindo um diâmetro que pode chegar a 15 µm, mas não menos do que 10 µm. E eles ainda possuem um citoplasma que é abundante, rico em grânulos basófilos e de aspecto róseo.

Os basófilos ainda contam com estruturas citoplasmáticas elétron-densas, quais recenem o nome de corpos lipídicos, com abundancia de ácido aracdônico. Seu núcleo multilobulado possui uma cromatina densa.

Mais uma importante característica dos basófilos é que eles circulam no sangue e, de modo geral, não se encontram os mesmos nem tecidos conjuntivos. Enquanto isso, os mastócitos são o oposto, não circulando no sangue, porém estando nos tecidos conjuntivos.

Valores de referência dos basófilos no sangue

conceito de basófilos
Quando os basófilos no sangue são baixos se tem uma basopenia e quando estão em maior quantidade se tem uma basofilia

A quantidade normal de basófilos no sangue é indicada segundo a quantidade de leucócitos que há nele, sendo que os basófilos correspondem a até 2% dos leucócitos ali.

Cabe dizer que não existe variação entre a quantidade de basófilos no sangue para homens e mulheres. Mas, a depender do laboratório onde o paciente realize o exame, pode haver algum tipo de variação. Apenas um especialista médico pode analisar o exame de sangue do paciente.

Para as doenças que são causadas pelas alterações do nível de basófilos dá-se o nome de doenças basofílicas. Um exemplo é a leucemia basofílica, que se trata de um tipo bastante raro de leucemia mieloide (também um tipo mais agressivo), a qual exige um tratamento com quimioterapia e, ainda, talvez seja necessário um transplante de medula óssea.

Basófilos baixos

Os basófilos podem estar baixos e podem estar altos no sangue. Quando eles estão baixos, a isso dá-se o nome de basopenia. E essa é uma condição menos frequente de acontecer, sendo que a causa disso é porque a medula óssea apresenta uma redução na produção de glóbulos brancos, com a identificação de somente 20 células por litro de sangue no exame.

E o que faz com que haja essa redução na produção de glóbulos brancos pode ser: estresse, hipertireoidismo, ovulação ou gravidez, a síndrome de Cushing e mesmo o uso de medicamentos que geram enfraquecimento no sistema imune, como é o caso dos corticoides.

Basófilos altos

Mas quando existe elevação no número de basófilos, condição que é ainda chamada de basofilia, isso costuma acontecer quando existe uma inflamação no organismo, o que pode vir junto a outras alterações no leucograma.

Dos casos em que pode haver esse aumento dos basófilos se pode citar: se uma pessoa apresenta sinusite, ou caso tenha colite ulcerativa, também nos casos de asma, se há um paciente com artrite ou também nos casos de insuficiência renal crônica.

Citação

SOUSA, Priscila. (4 de Janeiro de 2023). Conceito de basófilos. Conceito.de. https://conceito.de/basofilos