Conceito.de

Conceito de bivalves

O adjetivo bivalve é usado para qualificar o ser que possui duas válvulas. Estas válvulas, por outro lado, são os elementos de grande dureza que formam a concha que certos animais invertebrados possuem ou as partes que compõem as cascas dos frutos.

Os bivalves são, desta forma, os animais da classe Bivalvia, pertencentes ao filo dos moluscos. Existem cerca de 13 000 espécies de bivalves, que possuem uma casca que possui duas válvulas. As válvulas, que são laterais e, em geral, simétricas, são ligadas através de ligamentos de conchiolina e uma dobradiça.

Graças à presença de músculos adutores, os bivalves podem abrir e fechar as válvulas. Estes animais podem enterrar-se em superfícies macias ou viver em superfícies duras. Existem até espécies que têm a capacidade de perfurar em terra firme.

Os bivalves são aquáticos (principalmente marinhos). Eles podem ser animais muito pequenos, com conchas de alguns milímetros, ou espécies com um peso de mais de duzentos quilos e grandes conchas. As conchas não variam apenas em tamanho, mas também em cor e forma.

A alimentação dos bivalves que vivem sob a areia é produzida através da filtração de água, extraindo comida dela. Os bivalves geralmente não se movimentam demais, embora tenham um músculo que atua como um pé.

Mexilhões, amêijoas e ostras são alguns dos animais bivalves mais conhecidos. As três espécies são consumidas pelo ser humano como alimento: o calor do cozimento faz com que as válvulas se abram e assim é possível comer o corpo do animal.