Conceito.de

Conceito de brechó

Escutar o artigo

Brechó se trata de uma loja onde são comercializados artigos usados. Geralmente, em locais assim são vendidos itens como roupas, calçados, bijuterias, obras de arte, entre outros.

brechó
Num brechó são comercializados os mais variados tipos de produtos usados

Os brechós costumam ser frequentados por pessoas de baixa renda ou aqueles que queiram economizar na compra de artigos originais, por exemplo. Outros que também costumam frequentar o brechó são artistas em busca de peças únicas.

E aqueles que possuem um brechó precisam ter tempo e disposição para realizarem os que se chama de “garimpo”, que é a busca por peças exclusivas e originais, em bom estado, sendo vendidas por um bom preço.

Alguns até remetem o ato de comprar peças em brechós a algo que ajuda na sustentabilidade, já que aquelas peças que poderiam ser descartadas de forma indevida agora são utilizadas novamente, o que, com mais pessoas fazendo, poderia ajuda a diminuir, por exemplo, o consumo de água, que nas indústrias é bastante elevado.

Um tipo comum de brechó na atualidade é o que trabalha de forma exclusiva com peças e acessórios vintage, que são aqueles itens antigos que representam o estilo de uma determinada época. Nisso, para alguns, buscar peças assim nos brechós é um modo de resgatar a cultura de uma época, trazendo à memória tudo isso.

Surgimento dos brechós

Conta-se que os brechós tenham surgido no Brasil por volta do século XIX, devido a um mascate que se chamada Belchior que era conhecido por vender itens usados no Rio de Janeiro. Os estabelecimentos que fazem isso também foram chamados de “belchior” e mais tarde adaptou-se o nome brechó. O termo é citado no livro “Idéias de Canário” do escritor Machado de Assis.

Mas a compra de produtos usados já era uma prática comum em outros locais, sendo que nos anos de 1900 já se tinham locais no subúrbio de Saint Quen, na França, que realizavam esse tipo de negociação. Esses locais eram conhecidos como feiras de trocas.

A origem, no entanto, desse tipo de venda teria se dado na Europa, em mercados que se permitiam a compra e venda dos mais variados produtos. E por serem peças usadas, ali haviam muitos animai e, consequentemente, muitas pulas, daí surgindo o nome “mercado de pulgas”.

Os locais que comercializavam produtos usados surgiram também devido a crise que a Primeira e a Segunda Guerra Mundial causaram.

Resistência aos brechós

A princípio, as pessoas tinham uma certa resistência a fazerem compras em brechós. O fato era que havia um receio em comprar peças que foram usadas por quem não se conhece. Mais uma barreira era o fato de que, mesmo que as roupas ou outros itens fossem lavados, acreditava-se que as sujidades ainda estariam ali.

Um dos principais motivos da resistência é o fato de da peça é usada, não por ser velha, ainda mais porque a chegada da moda vintage fez com que peças antigas fossem tendência.

Mas conforme esses locais foram difundidos, com a melhoria no ambiente, no modo como as peças eram apresentadas, sendo as mesmas limpas e higienizadas, mais e mais pessoas passaram a adquirir produtos ali.

Brechó e bazar

conceito de brechó
Um brechó é mais organizado que um bazar e apresenta peça selecionadas

Por muitas vezes, os termos brechó e bazar acabam sendo usados como sinônimos, contudo possuem conceitos distintos.

Enquanto o brechó é um local mais organizado, com peças selecionadas, havendo uma estrutura como de uma loja, com as peças ali geralmente em cabides, o bazar se trata de um local que pode funcionar em qualquer lugar (como é o caso daqueles que funcionam nas garagens das residências), geralmente as peças ficam amontoadas, sem organização e sem seleção, por isso que as mesmas costumam custar mais barato ali.

Nos bazares há como encontrar peças por preços mais em conta, mas é necessário fazer um garimpo para encontrar boas peças. Já nos brechós os clientes tem acesso a peças que parecem novas.

A aquisição de roupas usadas em brechós possui muitos simbolismos e também é algo associado a desordem, porém aquelas pessoas que adquirem essas peças em brechós mais chiques ganham elegância, sendo distinguidas como pessoas refinadas.

Muitas das vezes, um brechó ou bazar é criado com o objetivo beneficente, onde os valores arrecadados são destinados para instituições de caridade, por exemplo.

Brechó e sebo

O equivalente dos brechós são os sebos, sendo esse últimos são aqueles locais onde são comercializados apenas livros, ainda que nos brechós também sejam encontrados livros.

Nos sebos é possível adquirir livros em bom, ótimo ou excelente estado por preços variados e mais baratos do que seria adquirindo novos. É um local segmentado, onde se pode encontrar exemplares com mais facilidade.

Produtos usados online

Há ainda os brechós online, que são lojas de produtos usados que funcionam através da internet. O seu funcionamento se dá de modo similar as lojas comuns, onde o cliente pesquisa por peças, faz a escolha, realiza o pagamento e aguarda receber o produto em casa.

Citação

SOUSA, Priscila. (5 de Agosto de 2022). Conceito de brechó. Conceito.de. https://conceito.de/brecho