Conceito.de

Conceito de bruxa

Escutar o artigo

Bruxa é uma pessoa que se acredita que tenha poderes sobrenaturais, geralmente poderes malignos.

bruxa
Uma bruxa é alguém do sexo feminino que possuiria poderes sobrenaturais

Há muitos contos sobre bruxa e em quase todos eles elas são mulheres com poderes usados para propósitos ruins, sendo que as mesmas ainda acabam sendo retratadas em livros, séries ou filmes de terror com bastante frequência.

O termo bruxa teria surgido na Itália, sendo derivado do italiano “brucia”, que significa “queima”, mas não há nada que possa comprovar isso. Acredita-se, no entanto, que esse termo tenha sua origem em “brixtia”, que é derivado do nome de uma deusa gaulesa Bricta.

Ao longo dos séculos, as bruxas foram, e seguem sendo, seres que transitam entre o mito e a razão, pois elas, que ora se encontra no campo da imaginação, também assumem papéis no cotidiano. Para alguns a bruxaria é um mito e para outros uma essencialidade.

Características das bruxas

Em pinturas, livros e outros meios, as bruxas são retratadas como mulheres de idade avançada que se vestem de preto e usam um caldeirão para fazer receitas que tenham a ver com feitiços. Elas fazem feitiçarias ou magias também, quase sempre seguindo orientações de algum livro de feitiços.

No ocidente, especialmente, a feitiçaria tem sido vista como um trabalho realizado durante a noite e por anciãs, com isso acontecendo de forma secreta. Essas anciãs ainda poderiam praticar atos mais extremos como o canibalismo e também rituais de orgia com demônios.

Tal estereótipo de bruxas acaba sendo usado por muitos para explicar sobre o mal que há no mundo, com o mesmo possuindo uma história bastante longa. E foi tal crença que desencadeou uma caçada às bruxas, que aconteceu na Europa entre os séculos XIV e XVIII.

Quase sempre as bruxarias fazem também o uso de sangue, seja de animais ou mesmo de humanos vivos. Os feitiços mais extremos requerem isso.

Na crença navajo (um povo indígena), quando uma bruxa sai pela noite ela faz o uso da pele de um animal morto para realizar uma transformação nesse animal.

Em muitas das vezes, acredita-se que o poder de uma bruxa venha de uma relação especial com um espírito maligno com quem elas teriam um “pacto”, Mas há quem acredite ainda que elas extraiam seu poder de agentes chamados de “familiares”, tais como gatos, cachorros, corujas, etc. Mas ela também pode ter seu poder baseado e si mesma, sem agentes externos.

Sobre a caça às bruxas

Mulheres antigas que faziam uso de ervas medicinais com o objetivo de promover a cura para muitas enfermidades eram taxadas de pecadoras, pois, de acordo com a Igreja católica, elas estavam indo contra o que era pregado no cristianismo, dado a isso, essas mulheres teriam sido perseguidas e taxas como bruxas.

Acredita-se que ninguém, além de Deus, poderia mudar o curso divino dos elementos. Também sobre isso, essas mulheres eram acusadas de fazerem pactos com demônios e voarem pelo céu.

Existem muitas controvérsias quanto a essa caçada, uma vez que alguns descrevem que essa aconteceu devido a uma perseguição religiosa, pois as bruxas faziam parte de uma religião pagã, mas há outros que defendem que isso não foi uma perseguição feita por padres ou outros.

Outra coisa em que muitos discorrem e que tem se tornado controvérsia também é o período em que aconteceu a caçada às bruxas, onde na realidade não teria sido na Idade Média, mas sim no final do século XIV ao início do século XVIII, um período conhecido como a era do Renascimento.

Sãos as bruxas também aquelas que praticam magia negra. Esse tipo de magia é uma magia maléfica, fazendo o uso de forças sobrenaturais com propósitos ruins.

Para a realização da magia negra se utilizam rituais cerimoniais de maior complexidade, como é o caso dos rituais satânicos. A magia negra usa sempre a sombra.

Bruxa e feitiçaria

conceito de bruxa
A bruxa pode realizar feitiços com distintos propósitos

Feitiçaria se trata de uma obra de feitiço, sendo isso praticado pelas bruxas.

Na sociedade ocidental, até o século XIV, a feitiçaria era algo com mais similaridade com a feitiçaria que era praticada em outras culturas, tal como no caso da África ou da Índia, do que com a feitiçaria remetida a da caça às bruxas.

Contudo, antes do século XIV, a feitiçaria era algo com muita similaridade nas aldeias da Irlanda para a Rússia e da Suécia para a Sicília.

Bruxas ou feiticeiros eram geralmente indivíduos temidos e respeitados, sendo que os mesmos adotavam diferentes métodos para obterem o que queriam, tais como:

Encantamentos (fórmulas ou cânticos com o objetivo de invocar espíritos malignos);

– Adivinhação e oráculos (pois eles queriam saber sobre o futuro),

Amuletos (para afastar espíritos hostis e também os eventos nocivos),

Poções ou unguentos;

– Bonecas ou outras figuras (para representar seus inimigos, tal como no caso do chamado “voodoo”).

Bruxa como adjetivo

Há ainda quem uso o termo “bruxa” no pejorativo, como forma de insultar uma pessoa que seja má ou mesmo de ser mal-educado com alguém mais velho:

– Aquela mulher trata as crianças muito mal, ela é uma bruxa;

– Enquanto contava a história, notava seu excesso de rugas e sua risada desdentada a fazia parecer com uma bruxa.

Citação

SOUSA, Priscila. (18 de Agosto de 2022). Conceito de bruxa. Conceito.de. https://conceito.de/bruxa