Conceito.de

Conceito de cacto

O termo cactos deriva da língua latina, embora a sua raiz etimológica resida no grego káktos. O conceito refere-se a una planta que pertence ao grupo familiar das cactáceas.

Os cactos, igualmente chamados cactos, fazem parte do conjunto das suculentas: plantas que dispõem de um órgão ou sector modificado para armazenar uma quantidade de água superior àquela que podem conter outras espécies. Isto permite que os cactos sobrevivam em regiões desérticas de clima bastante seco.

Originários do continente americano, os cactos foram-se propagando por grande parte do planeta. Pode-se diferençar os cactos de outras plantas suculentas pela presença de uma auréola, que é uma gema axilar onde crescem os espinhos. Cabe destacar que existem cerca de duzentos géneros de cactos com mais de duas mil espécies: posto isto, existem cactos de múltiplos tamanhos e formas.

O desenvolvimento do tecido conhecido como parênquima faz que o talo dos cactos seja grosso. A forma do talo pode ser cilíndrica, esférica ou aplanada consoante a espécie. As flores destas plantas, por outro lado, são hermafroditas.
Actualmente, muitas espécies de cactos são cultivadas com fins ornamentais. Desta forma, destacam-se os cactos em jardins, parques e outros espaços abertos: Aliás há cactos que se podem cultivar em ambientes interiores.

Conhece-se pelo nome de nopal ao fruto de certas espécies de cactos. Este fruto, uma vez removidos os espinhos e a casca, é comestível. Além do mais, é usado para a elaboração de sumos, marmeladas e outros produtos alimentares.