Conceito.de

Conceito de coenzima

Coenzimas são componentes de enzimas. São substâncias orgânicas não proteicas que participam de reações catalisadas por enzimas.

Uma coenzima é um cofator: uma molécula essencial nas atividades que as enzimas desenvolvem. Esses cofatores não proteicos se ligam às apoenzimas (proteicas) para formar holoenzimas.

As coenzimas sofrem modificações no quadro das reações químicas. Podem ceder ou aceitar grupos funcionais ou elétrons, por exemplo, que passam de uma enzima para outra.

Existem coenzimas que mantêm um relacionamento permanente com a enzima. Outras, por outro lado, apenas experimentam uma união esporádica. A ligação começa quando uma coenzima é acoplada a uma enzima, responsável pela captura de seu substrato. A enzima então transfere elétrons que a coenzima recebe. Por fim, a coenzima, já reduzida, pode ser liberada da enzima e produzir seus elétrons, retornando ao seu estado inicial.

É importante levar em conta que nem todas as coenzimas aceitam os mesmos tipos de átomos. Podem receber grupos acetil, hidrogênios, aminoácidos ou outras classes de acordo com cada caso. Quanto às enzimas às quais aderem, não há restrições: a mesma coenzima pode se ligar a diferentes enzimas.

O mononucleótido de flavina (FMN) é uma coenzima. Essa biomolécula é sintetizada por uma enzima chamada riboflavina cinase. O FMN é um agente oxidante envolvido na transferência de um ou dois elétrons.

A ubiquinona ou coenzima Q10, por outro lado, é encontrada em grande parte nas células eucarióticas. Essa coenzima atua na respiração celular aeróbica e permite que a energia seja produzida na forma de trifosfato de adenosina.