Conceito.de

Conceito de compressor

Escutar o artigo

Do latim compresor, um compressor é aquilo que comprime (prensa, oprime, reduz para um menor volume). O termo é usado para designar qualquer máquina que, graças a um aumento de pressão, é capaz de deslocar fluidos comprimíveis como, por exemplo, os gases.

O compressor não só desloca/move os fluídos, como ainda modifica a densidade e a temperatura do fluido compressível. Os compressores são usados em diversos âmbitos, como os equipamentos/aparelhos de ar condicionado, os frigoríficos, os turborreactores e certos sistemas de geração eléctrica.

De acordo com o método de troca de energia, os compressores podem dividir-se em diversos tipos, nomeadamente os compressores alternativos ou de pistões (que abrem e fecham válvulas para aspirar ou comprimir o gás), os compressores rotativos (com parafusos giratórios) ou os compressores centrífugos ou roto-dinâmicos, entre outros.

Basicamente, o que o compressor de ar faz é transformar a energia mecânica em energia pneumática. Esse equipamento pode ser usado em todos os setores de produção, de manutenção de processos fabris e também para o acionamento de máquinas, de ferramentas, entre outros. Inclusive ele se aplica ao uso doméstico em alguns casos.

É por meio de movimentos mecânicos que o compressor de ar industrial faz a geração e o armazenamento do ar comprimido, sendo que tais movimentos são realizados através de motores (movidos a diesel ou gasolina) ou também por meio de energia elétrica.

Tais compressores podem ter sua aplicação variando segundo a capacidade para armazenar o ar comprimido que ele possua ou de acordo com a necessidade. E o uso desse equipamento de modo profissional é comum em serralherias, borracharias, marcenarias, entre outros tipos de áreas de produção como indústrias. E há compressores de diferentes tamanhos e potências. Um exemplo de compressor industrial é o turbo compressor.

Por outro lado, dá-se o nome de compressor ao programa informático (software) que permite reduzir o tamanho de um arquivo digital. Para realizar a compressão, estes programas procuram redundâncias nos arquivos e eliminam-nas, o que permite apagar informação com vista a reduzir o peso (tamanho dos ficheiros/arquivos) mas sem comprometer a qualidade.

Um compressor de áudio, por fim, é um processador electrónico de som capaz de reduzir a margem dinâmica de um sinal. Estes compressores funcionam, atenuando o sinal eléctrico numa determinada quantidade de decibéis para proteger determinados equipamentos/aparelhos de eventuais picos de sinal ou para dissimular o erro de um som saturado.

Estes compressores são usados em concertos (com som directo/ao vivo) e gravações musicais. Se um guitarrista chocar nas cordas com um dedo durante um espectáculo ao vivo, o efeito gerado pode danificar o amplificador se não for usado qualquer compressor.

O compressor de áudio é uma importante ferramenta para ajudar no ato da mixagem também, eliminando os picos de áudio e ajudando os instrumentos a soarem juntos de modo mais limpo. Com ele é possível obter um ganho mais intenso do sinal, mas sem estourar o som. E há compressores físicos e digitais (os plug-ins que funcionam dentro de um software de gravação e edição de áudio). Além dessa compressão ser usada em gravações e ao vivo, pode também ser usada em programas de rádio, por exemplo. E somada a equalização ela traz muitos benefícios para um som.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (18 de Fevereiro de 2014). Conceito de compressor. Conceito.de. https://conceito.de/compressor