Conceito de párvulo


Mar 13, 15

O termo latino parvus pode converter-se em parvŭlus quando expressado no diminutivo. Esta noção chegou à nossa língua como párvulo, um adjectivo que menciona uma criança pequena, de pouca idade.

Exemplos: “Era só um párvulo quando comecei a sarrabiscar os meus primeiros desenhos”, “O párvulo animou a responder à directora da escola, algo que surpreendeu os presentes”, “Educar um párvulo é uma tarefa que exige responsabilidade e afecto”.

Párvulo também é usado para qualificar algo ou alguém como inocente ou cândido: “O Bruno é um párvulo, ainda acredita no Pai Natal”, “Foi um comentário párvulo, sem segundas intenções, embora tenha sido mal recebido pela família da namorada”, “O humor párvulo perdeu terreno perante tamanha falta de educação”.

Outro uso de párvulo está relacionado com a ignorância ou à falta de cultura: “Não quero estar rodeado de párvulos: vamos ter de ser mais duros na hora de escolher o pessoal”, “Alguém é capaz de me explicar porquê que um párvulo como o João conseguiu chegar a presidente desta organização”, “É melhor não responder aos párvulos, pois só querem incomodar”.

Convém destacar que o uso de párvulo é mais ou menos habitual dependendo da posição geográfica. Em Portugal, a palavra é pouco frequente, sendo mais habitual usar “crianças”, “meninos”, “pequenos”, “miúdos” ou “garotos” para se referir aos párvulos.