Conceito.de

Conceito de concepção

Do latim conceptĭo, o termo concepção refere-se à acção e ao efeito de conceber. Na biologia, trata-se da fusão de duas células sexuais para dar lugar à célula zigoto, onde acontece a união (ou o cruzamento) dos cromossomas do homem (ou do macho) e da mulher (fêmea). Neste sentido, a ideia de concepção é sinónimo de fecundação ou ainda de geração.

A partir do momento em que se encontram o gâmeta masculino (espermatozóide) e o gâmeta feminino (óvulo), forma-se então o zigoto e, depois, o embrião, o qual se irá desenvolver até ao nascimento. Nos seres humanos, na sequência de se produzir a fecundação, assiste-se então à gravidez, que demora nove meses.

Noutra acepção da palavra, concepção pode ser a faculdade de conceber, entender ou julgar algo. Nesse sentido, trata-se da percepção, da ideia, ou ainda da noção em relação a algo ou a alguém. Por outro lado, enquanto sinónimo de elaboração, este termo também se pode referir à criação de um plano ou projecto.

Em termos toponímicos, Concepción (versão original, pela língua espanhola) é o nome de várias regiões da América Latina (à excepção do Brasil). Na Argentina, existem dois departamentos com esse nome (em Misiones e Corrientes), isto sem contar as várias cidades e localidades. Uma das mais importantes é Concepción del Uruguay, em Entre Ríos, cuja população é de 65.000 habitantes.

No Chile, Concepción é simultaneamente uma cidade e província com mais de 200.000 habitantes, famosa pela sua importância histórica.

A Bolívia, a Colômbia, a República Dominicana, o Guatemala, o México, o Panamá, o Paraguai, o Peru e a Venezuela são outros países onde não deve haver pelo menos uma localidade, uma cidade, um município, uma província ou um departamento com esse nome.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (18 de Agosto de 2012). Conceito de concepção. Conceito.de. https://conceito.de/concepcao