Conceito.de

Conceito de deter

Deter é um verbo que vem do latim detentāre. A acção de deter consiste em apropriar-se de maneira ilegítima de algo, retendo-o indevidamente e dando-lhe um uso que não corresponde à pessoa em questão.

Embora esta definição do termo seja correcta, é habitual encontrar outro uso do conceito, sobre tudo nos meios de comunicação.Neste sentido, muitas pessoas usam o verbo “deter” como sinónimo de ostentar, exercer ou acções similares. Deter também significa prender.

Exemplos: “O jogador mostrou-se orgulhoso por deter a fita do capitão”, “O Sr. Lopes será quem irá deter a direcção do novo escritório”. Correcto, no entanto, seria dizer da seguinte forma: “O jogador mostrou-se orgulhoso por usar a fita do capitão”, “O Sr. Lopes será quem irá exercer a direcção do novo escritório”.

A noção de deter, por conseguinte, deveria ficar limitada para designar as acções de quem acede a um poder, cargo ou privilegio fazendo uso da força ou de outro mecanismo ilegítimo: “As forças armadas detêm o poder desde 1987, quando derrocaram o presidente constitucional”, “A direcção do clube é detida por alguém que fez fraude para vencer as últimas eleições”.

Estas apreciações permitem-nos afirmar que um governante eleito de maneira democrática e de acordo com o estabelecido pela Constituição não detém o seu cargo. Este verbo deveria ficar limitado àqueles que chegam ao poder através de um golpe de Estado, uma revolução ou outro mecanismo não contemplado pela legislação.