Conceito.de

Conceito de discoteca

Os primeiros significados do termo discoteca mencionados no Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa online da Michaelis referem-se a uma coleção de álbuns discográficos e ao móvel ou local onde se encontra a referida coleção. O uso mais comum do conceito, entretanto, refere-se ao estabelecimento público onde as pessoas vão para ouvir música, dançar e beber.

Por exemplo: “Joana vai festejar o seu aniversário numa discoteca do centro”, “Conheci a minha namorada numa discoteca”, “Hoje me levantei tarde porque ontem à noite estive até tarde numa discoteca com os meus amigos”.

Também chamadas de boates, danceterias, casas noturnas ou ainda clubes ou baladas, as discotecas costumam funcionar em horário noturno. É habitual que as pessoas, para entrar nelas, tenham de pagar uma entrada. Uma vez no interior, têm a possibilidade de comprar bebidas (incluindo bebidas alcoólicas) e dançar nos espaços criados para o efeito.

A música que se ouve em uma discoteca vem geralmente dos discos colocados por um disc jockey ou DJ. Às vezes, há bandas que tocam ao vivo. Também é frequente que bailarinos e bailarinas profissionais sejam contratados(as) pela discoteca para animar a noite.

Para que os menores também se possam divertir numa discoteca, fazem-se frequentemente as chamadas matinês ou discotecas light. Nestes casos, não se permite a entrada de adultos. Além disso, as bebidas alcoólicas não são vendidas no local, que fecha as portas à meia-noite (enquanto as discotecas convencionais funcionam durante toda a noite).

As discotecas, em suma, são locais de entretenimento e socialização que atingem a sua maior popularidade nas noites de sexta e sábado, quando costuma ser grande o número de pessoas que entra nelas para se divertir.