Conceito.de

Conceito de espeleologia

A etimologia de espeleologia remete para o vocábulo grego spḗlaion, que se traduz como “caverna”. Trata-se da disciplina científica dedicada à análise das características destas cavidades e dos seres vivos que habitam nas mesmas.

Dá-se o nome de espeleólogo ao especialista deste ramo, e qualifica-se de espeleológico tudo o que está relacionado com esta disciplina.

O Francês Édouard-Alfred Martel (1859-1938) é considerado o criador da versão moderna da espeleologia. Este advogado amante das ciências naturais incentivou as primeiras expedições com pretensão científica e fundou, em 1895, a Sociedade Espeleológica de França.

O mundo subterrâneo é o objecto de estudo da espeleologia, que investiga a topografia e a morfologia das cavernas para determinar de que forma surgiram. Os espeleólogos também analisam a flora e a fauna destas cavidades e os rastos (pegadas) dos seres humanos pré-históricos que habitaram ali. Por isso, esta ciência está relacionada com a antropologia, a zoologia, a geografia, a geologia e outras especialidades.

Dependendo dos locais onde for levada a cabo, a espeleologia recebe diferentes designações. A espeleologia vulcânica tem lugar em vulcões que se formam através da acção da lava que expulsam os vulcões. A espeleologia Kárstica, por sua vez, ocorre em buracos criados por correntes de água que desgastam a pedra.

Outra modalidade de espeleologia é a espeleobuceo. Neste caso, as explorações têm lugar em locais subaquáticos. Esta especialidade é bastante complexa devido às condições dos locais de trabalho.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (20 de Setembro de 2017). Atualizado em 18 de Abril de 2019. Conceito de espeleologia. Conceito.de. https://conceito.de/espeleologia