Conceito.de

Conceito de exclusão

Do latim exclusĭo, a exclusão é a ação e o efeito de excluir (deixar alguém ou algo de lado, descartar, afastar, negar possibilidades). Exemplos: “A exclusão de Gómez da equipa gerou uma grande polémica”, “O Ricardo nunca perdoou a exclusão da sua mulher da lista de convidados”, “Os diretores do canal anunciaram a exclusão do jornalista do seu mapa de pessoal estável por desacordos ideológicos”.

O conceito de exclusão é bastante habitual no âmbito das ciências sociais ou da política para fazer menção à situação social desfavorável de uma pessoa ou de um grupo de indivíduos. Neste sentido, espera-se que um sistema económico ou um modelo de país favoreça a integração social e o bem-estar geral; aqueles que não gozam de oportunidades de desenvolvimento ou que não conseguem satisfazer as suas necessidades básicas são considerados excluídos.

A exclusão pode produzir-se pelas condições implícitas do sistema (que não permite o progresso a todos os integrantes da comunidade) ou por um mecanismo direto de discriminação (como o caso do apartheid na África do Sul).

O fator mais frequente da exclusão é a pobreza. Uma pessoa pode ser pobre por múltiplos motivos (desemprego, remuneração deficiente, famílias muito numerosas, problemas de saúde): essa pobreza faz com que não possa comprar alimentos, ter uma casa digna, aceder a medicamentos, etc. Por conseguinte, a pobreza leva o sujeito a ficar fora do sistema, excluído.

Uma sociedade pacífica e harmoniosa é aquela que garante as oportunidades de desenvolvimento a todos os seus habitantes e que conta com os mecanismos necessários para corrigir as desigualdades.

Há o conceito de exclusão digital que diz respeito a um grupo de pessoas que ainda não possuem acesso a tecnologias presentes hoje em vários países. Um exemplo seria no caso do acesso à internet que ainda hoje não existe em muitos lugares sou mesmo não existe entre muitas pessoas de baixa renda.

Mas há ainda quem defina a exclusão digital com a falta de acesso as novas tecnologias de informação ou de comunicação. Nesse caso, não se enquadra apenas o acesso à internet, mas também o acesso a aparelhos eletrônicos como smartphones e tablets, por exemplo.

Existe ainda a exclusão política que é um tipo de exclusão que pode afetar a formação de opinião no tocante a assuntos políticos. Essa exclusão trata-se da falta de acesso a informações nesse cenário, sendo que a participação da sociedade é importante para o processo político. Quando há carência de informações nesse sentido, então as pessoas que não a tem acabam sendo excluídas do processo político da sua comunidade, cidade, estado, região, país, etc.

Mas há ainda a exclusão econômica que é quando indivíduos são excluídos dos processos de compra e venda de produtos e serviços, bem como do de produção.

O antônimo de exclusão é inclusão e diz respeito a acolher todos os seres, sem exceção. O exemplo mais comum de inclusão é a inclusão social no tocante ao ensino, onde as pessoas são incluídas, sem exceção, aos sistemas de ensino, sendo os casos mais comuns os de pessoas com algum tipo de deficiência física, mental ou intelectual.