Conceito.de

Conceito de lago

Escutar o artigo

Lago, do latim lacus, é uma massa permanente de água que se tenha depositado nas depressões de um terreno. A formação de um lago produz-se a partir de falhas geológicas (que dão origem à depressão do terreno), da acumulação de morenas glaciares ou da obstrução de um vale por causa de avalanchas produzidas nas suas ladeiras.

lago
Um lago se trata de uma massa permanente de água doce ou salgada

Exemplos: “O meu namorado convidou-me a passar o fim de semana numa cabana junto ao lago”, “Este Verão, vou ao lago Otero para navegar e disfrutar da praia”, “Dizem que, neste lago, se pode pescar uma grande variedade de peixes”.

Um lago pode apresentar água doce ou água salgada, provindo dos rios ou do afloramento das águas freáticas. Aos grandes lagos que não têm saída para o mar dá-se-lhes o nome de mares fechados, como é o caso do mar Cáspio, situado entre a Ásia e a Europa.

É possível falar de diversos tipos de lagos. Os lagos artificiais são aqueles criados pelo ser humano para aproveitar a energia hidráulica, ter uma fonte de água potável, praticar desportos aquáticos ou atividades de lazer, etc. Nestes casos, os lagos também se conhecem pelo nome de represas ou açudes.

Um lago de cratera, por outro lado, é aquele que se forma numa cratera vulcânica a partir das precipitações (a chuva). Um lago glaciar, por sua vez, produz-se a partir da dinâmica de camadas grossas de gelo num terreno de pouca inclinação.

Àquilo que pertence ou que é relativo aos lagos chama-se lacustre: “O passeio lacustre foi aquilo que mais me agradou nas férias”.

Diferença entre lago e rio

conceito de lago
Um lago é diferente de um rio ou de uma laguna

Rios e lagos se tratam de elementos distintos, porém algumas pessoas acabam confundindo e usando esses termos como sinônimos.

Enquanto o rio se trata de uma corrente natural que flui de maneira contínua, desembocando no mar, em um lago ou mesmo em outro rio, o lago é uma depressão natural, tendo a sua água originária das chuvas ou de uma nascente local, por exemplo.

O deslocamento de água que forma os rios acontece de maneira ininterrupta. Os rios possuem disparidades entre eles, sendo que o modo como um rio será dependerá do seu relevo (se há depressões, planícies, etc.) e também do clima do local.

Por sua vez, os lagos podem variar em tamanho e em profundidade, sendo grandes, pequenos, rasos, entre outros. Além disso, ainda existem lagos que não são naturais, sendo que esses teriam sido criados pelos homens para servirem, especialmente, como um reservatório.

Mas ainda existe a lagoa, que se trata de uma porção de água que é cercada por terra, sendo ainda que a lagoa é menor do que um lago, e laguna, que é um corpo de água que se origina de áreas marinhas, mas que está separada do mar devido a formações rochosas ou devido a recifes, por exemplo.

E com tantos termos, acaba acontecendo muita confusão quanto ao uso de ada um adequadamente. Um exemplo é no Brasil, num local chamado de Lagoa dos Patos, que na verdade se trata de uma laguna (tendo as características de uma), contudo que possui ainda característica de um lago, como sua ampla extensão.

A Dama do Lago

A Dama do Lago, Senhora do Lago ou também Nimue ou Viviane, foi a sacerdotisa mais importante de toda Avalon, segundo a lenda arturiana. A sua mãe foi adeusa dos bosques, Diana, e ela teve como irmã Igraibe. A missão da Dama do Lago era fazer a proteção da espada Excalibur, que deveria ser entregue para o rei Artur.

Há versões da história onde ela é retratada como uma mortal que teria aprendido magia com Merlin, enquanto em outras versões ela seria um ser sobrenatural.

Na Idade Média teria sido mencionada pela primeira vez sobre a ilha de Avalon, onde a Dama do Lago possui uma ligação. Conta-se na crônica Historia Regum Britanniae que nessa ilha a Excalibur foi forjada e foi ali também onde o rei Artur teria sido conduzido para curar suas feridas.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (7 de Maio de 2014). Conceito de lago. Conceito.de. https://conceito.de/lago