Conceito de nómada


Nov 06, 12

Do latim nomas que, por sua vez, deriva de um vocábulo grego, o termo nómada permite fazer referência a quem anda de um lado para o outro sem estabelecer uma residência fixa. O conceito relaciona-se com as pessoas que estão constantemente a viajar ou a deslocar-se e opõe-se à noção de sedentário.

Um povo nómada é aquele que não vive num território estável como residência permanente. Esta forma de vida constitui uma organização social, administrativa e económica bastante particular, que se adapta a esta maneira de viver.

Outrora, antes do desenvolvimento da agricultura e da criação de gado, todos os seres humanos eram nómadas, uma vez que precisavam de se deslocar e andar de terra em terra para conseguirem alimentos. O nomadismo permitiu povoar extensas regiões do planeta e contribuiu para a adaptação a fenómenos naturais como a glaciação.

É difícil conhecer a história dos povos nómadas, tendo em conta que a escrita é uma característica das sociedades sedentárias. Por isso, muitas das referências destas culturas viajantes provêm, na realidade, de descrições realizadas por povos sedentários. A melhor forma de conhecer um povo nómada da antiguidade é através dos rastros interpretados pela arqueologia.

Várias populações ainda são nómadas, na actualidade. Os beduínos árabes, os esquimós da Groenlândia e os tuaregues do deserto do Sahara, por exemplo, constam nesses grupos. A propriedade privada das terras, o progresso da industrialização e o controlo das fronteiras são alguns dos problemas que existem para a subsistência dos povos nómadas.