Conceito.de
Conceito de

Arqueologia

Arqueologia é a ciência que estuda as sociedades antigas através dos seus restos materiais. A análise dos objetos e das construções permite conhecer/descobrir a cultura e os modos de vida dos povos de outrora. E para isso estuda sobre monumento, civilização, ossos humanos, pirâmide, etc.

arqueologia
A arqueologia estuda sobre sociedades antigas

Os arqueólogos encarregam-se portanto de reconstruir a vida de povos antigos com base nas manifestações materiais/físicas que deixaram. Os objetos permitem conhecer aspectos do comportamento humano do passado, já que os peritos os conseguem situar/localizar no tempo e no espaço e os analisam dentro de um contexto.

Apesar de a arqueologia tradicional se centrar na Pré-história e na Antiguidade, nas últimas décadas, tem-se aplicado a técnica arqueológica a períodos mais recentes, como a Idade Média e a Idade Moderna. Por outro lado, dá-se o nome de arqueologia industrial ao estudo dos resíduos urbanos.

A investigação arqueológica consiste na exploração de um território em busca de vestígios materiais de uma sociedade. Quando se encontram esses restos, fala-se de jazida arqueológica. As jazidas costumam ser subterrâneas, isto é, debaixo de terra, já que, com o passar do tempo e o progresso das construções, as ruínas acabam por ficar ocultas a olho nu.

Com as investigações levadas a cabo, inicia-se a escavação, que é considerada como uma atividade destrutiva por só se poder realizar uma vez em cada espaço geográfico. Por isso, deve ser autorizada pelos governadores e tem que estar a cargo de especialistas.

Outra atividade que faz parte da arqueologia é o trabalho de laboratório, que consiste em analisar os restos obtidos.

Se você tem apenas alguns segundos, leia estes pontos chave:
  • A arqueologia bíblica é um campo de estudo dedicado à investigação de locais e artefatos arqueológicos mencionados na Bíblia, para corroborar as informações contidas nela.
  • Os estudos em arqueologia bíblica contribuem para a preservação de sítios arqueológicos que possuem valor histórico e cultural, como os encontrados em Israel.
  • As interpretações das evidências encontradas em arqueologia bíblica podem ser polêmicas e nem sempre há consenso entre os estudiosos.
  • A arqueologia de ambientes aquáticos é o ramo da arqueologia focado em estudar os registros arqueológicos que se encontram em ambientes úmidos, muitas vezes acessados através de técnicas de mergulho científico.

Arqueologia bíblica

conceito de arqueologia
Existe a arqueologia bíblica que foca em personagens e eventos relacionados com a bíblia

A arqueologia bíblica é conhecida como o campo da arqueologia com foco na investigação de locais arqueológicos ligados aos eventos e personagens mencionados na bíblia. E esse campo objetiva utilizar a arqueologia como meio para compreender e confirmar as informações que existem nos textos bíblicos.

Os chamados de arqueólogos bíblicos vão atrás de evidências físicas para confirmar tais informações. E essas evidências físicas podem ser artefatos, estruturas arquitetônicas e demais elementos, os quais ajudem a proporcionar insights a respeito da vida nas antigas sociedades descritas na bíblia. Isso compreende, então, a procura por templos, destroços de construções e outros que se relacionem com as narrativas bíblicas.

Os estudos no campo da arqueologia bíblica ainda são importantes para ajudar na preservação do patrimônio cultural. Nesse aspecto, eles ajudam a detectar e proteger sítios arqueológicos que possuam valor tanto histórico quanto cultural, assim como acontece em Israel, por exemplo.

Mas é importante perceber que a arqueologia bíblica seria um campo polêmico, ao passo que as interpretações das evidências tendem a variar. E nesse caso, nem sempre existe um consenso entre os estudiosos.

Também cabe citar que as narrativas bíblicas, por vezes, abarcam elementos religiosos, e as abordagens do campo da arqueologia bíblica variam entre os que querem confirmar eventos específicos da bíblia e os que buscam uma compreensão mais ampla a respeito do contexto histórico e também cultural.

Um dos exemplos de achados da arqueologia bíblica são os Pergaminhos de Prata de Ketef Hinnon, atados entre 650 a.C. e 587 a.C., nos quais se encontravam trechos dos livros de Êxodo e Deuteronômio. Esses pergaminhos foram encontrados numa tumba próximo de Jerusalém.

Arqueologia de ambientes aquáticos (subaquática)

Denomina-se de arqueologia de ambientes aquáticos o ramo da arqueologia focado em estudar os registros arqueológicos que se encontram em ambientes úmidos e, ainda, sobre os reflexos sociais inerentes aos variados contextos aquáticos.

Mas cabe dizer que há um sinal de que ela se trata de uma ramificação do mergulho. E isso se dá em virtude de que por vezes é preciso o uso do mergulho científico sendo uma técnica que dá acesso para os sítios arqueológicos submersos, cabendo reforçar que as diferenças atribuídas pelo ambiente aquático não a invalidam como outra ciência.

Então, o foco com essa arqueologia é ser capaz de analisar as várias práticas (econômicas, sociais e, mais ainda, as simbólicas), que são fruto da interação humana com um espaço particular e distinto do terrestre, que é o espaço aquático.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (12 de Outubro de 2013). Atualizado em 6 de Dezembro de 2023. Arqueologia - O que é, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/arqueologia