Conceito.de

Conceito de paixão

Do latim passĭo, o conceito de paixão tem diferentes usos. Trata-se da acção de padecer, o que constitui uma perturbação ou um afecto desordenado da alma. Sendo a inicial escrita com letra maiúscula (Paixão), o termo refere-se então à Paixão de Cristo (a Via Crucis desde o momento em que foi capturado até à sua crucificação e posterior sepultura).

A Via Crucis (Via Sacra ou caminho da cruz) é representada através de uma série de imagens da Paixão, que são as estações que correspondem a incidentes particulares que sofreu Jesus Cristo para salvar a humanidade.

A Paixão de Cristo é composta por quinze estações, que incluem a sua detenção, a negação por Pedro, a condenação à morte por Pôncio Pilatos, a crucificação e a sua ressuscitação (esta última estação foi acrescentada pelo Papa João Paulo II).

Noutra acepção, conhece-se como paixão a afeição intensa por algo (por exemplo, “O futebol é a minha paixão”) e a inclinação muito forte de alguém por outra pessoa (“Amo-te com paixão”).

No primeiro caso, a paixão está associada ao fanatismo e a uma certa obsessão. No segundo exemplo, a paixão relaciona-se mais com o amor e a atracção sexual. Duas pessoas apaixonadas deixam de lado a racionalidade e comportam-se de forma emocional. Por outras palavras, a paixão é dominada pelo coração e não pelo cérebro, isto é, não pela razão.

Quando uma pessoa responde à sua paixão, a sua principal intenção é satisfazer o seu desejo e expressar os seus sentimentos sem restrições nem limites.