Conceito.de

Conceito de plexo

O vocábulo latino plexus tornou-se, na nossa língua, em plexo. Este termo é usado no campo da anatomia para designar a rede que se desenvolve a partir do entrelaçamento dos filamentos de vasos sanguíneos e nervos.

Os componentes de um plexo conseguem desenvolver diversas anastomoses, que são as uniões dos elementos da anatomia. Deste modo, é possível falar de múltiplos plexos no organismo do ser humano.

O plexo solar é a rede que se encontra à volta da artéria aorta ventral, procedente em grande parte do nervo vago e do grande simpático. Graças ao plexo solar, os órgãos da zona abdominal são inervados.

Os nervos raquídeos, por sua vez, estão relacionados com o plexo lombar, o plexo braquial e o plexo cervical. O sistema digestivo, porém, é composto pelo plexo de Auerbach e o plexo submucal.

O plexo sacro é aquele que se desenvolve a partir das terminações nervosas da região sacra. Juntamente com o plexo lombar, formam aquilo que se conhece como plexo lumbosacro e encarregam-se da inervação dos membros inferiores.

Os plexos podem ser afectados por diversos transtornos e doenças. Uma das mais comuns é a plexopatia braquial.