Conceito.de

Conceito de plexo

Escutar o artigo

O vocábulo latino plexus tornou-se, na nossa língua, em plexo. Este termo é usado no campo da anatomia para designar a rede que se desenvolve a partir do entrelaçamento dos filamentos de vasos sanguíneos e nervos.

Os componentes de um plexo conseguem desenvolver diversas anastomoses, que são as uniões dos elementos da anatomia. Deste modo, é possível falar de múltiplos plexos no organismo do ser humano.

O plexo solar é a rede que se encontra à volta da artéria aorta ventral, procedente em grande parte do nervo vago e do grande simpático. Graças ao plexo solar, os órgãos da zona abdominal são inervados.

Os nervos raquídeos, por sua vez, estão relacionados com o plexo lombar, o plexo braquial e o plexo cervical. O sistema digestivo, porém, é composto pelo plexo de Auerbach e o plexo submucal.

O plexo sacro é aquele que se desenvolve a partir das terminações nervosas da região sacra. Juntamente com o plexo lombar, formam aquilo que se conhece como plexo lumbosacro e encarregam-se da inervação dos membros inferiores.

Os plexos podem ser afetados por diversos transtornos e doenças. Uma das mais comuns é a plexopatia braquial.

A doença do plexo é uma condição que causa fraqueza, dor e também faz com que a pessoa sinta a perda da sensação de uma perna ou braço parcialmente ou totalmente. Os danos que causam esses problemas podem ser gerados por lesões, hematomas, por tumores ou também por doenças autoimunes.

Por meio da eletromiografia e dos estudos de condução nervosa os médicos conseguem localizar a lesão. E a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada proporcionam a identificação da causa.

Há casos em que fazendo o tratamento da disfunção que gera o problema pode haver melhorias na função nervosa.

Veja a seguir alguns exemplos de problemas que podem acometer distintos plexos.

O plexo braquial (que fica perto do ombro) é lesionado quando um acidente provoca um estiramento forte ou mesmo se ele sofrer uma grande torção na altura do ombro. No caso de recém-nascidos, pode ocorrer lesão no plexo braquial durante o parto caso se necessite puxar ou utilizar outras manobras.

O plexo branquial também pode ser destruído ou invadido se um câncer crescer no peito ou mesmo na parte superior do pulmão. O plexo lombossacral pode ser invadido por um câncer na bexiga, no intestino ou na próstata.

Ainda, pode haver lesão no plexo lombossacral (que fica perto do quadril) por conta de uma queda.

Há ainda doenças do plexo que podem ser causadas por tumores benignos, hematomas (acúmulo de sangue) ou por abscesso, mas isso quando esses geram pressão sobre um plexo.

Por fim, doenças como diabetes também podem causar lesões num plexo. Outra coisa que pode causar lesões nos nervos de um plexo é a radiografia para o câncer de mama.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (13 de Maio de 2015). Conceito de plexo. Conceito.de. https://conceito.de/plexo