Conceito.de

Conceito de quimiossíntese

A quimiossíntese é o nome dado ao método de produção energética realizado por diversos organismos vivos. O mecanismo é levado a cabo através da síntese de trifosfato de adenosina (ATP), logo da liberação de energia que se produz através das reacções de oxidação que levam a cabo certos compósitos inorgânicos.

Noutros termos, uma reacção química inorgânica de oxidação libera energia, a qual é aproveitada em forma de trifosfato de adenosina. Esse aproveitamento é chamado quimiossíntese.

O organismo que realiza quimiossíntese toma a energia que se encontra em certos alimentos. Para o efeito, bombeia átomos de hidrogénio pelas membranas das células, algo que provoca uma diferença na concentração existente. Una vez terminada a acção, os átomos de hidrogénio regressam e liberam a energia que é usada para sintetizar a ATP.

Os organismos que estão em condições de desenvolver quimiossíntese são qualificados de quimiossintéticos ou quimioautótrofos. Os mesmos têm a capacidade de tomar dióxido de carbono para obter carbono, de uma forma semelhante à das plantas.

Há bactérias que vivem no fundo do mar e que recorrem à quimiossíntese para obter energia. Tendo em conta que os raios do Sol não chegam ao mundo submarino, é impossível que estas bactérias produzam energia através da fotossíntese: a quimiossíntese, por conseguinte, permite-lhes gerar as suas reservas energéticas.

Da mesma forma que a fotossíntese, a quimiossíntese apresenta duas fases bastante diferentes: numa produz-se poder redutor (a capacidade que têm algumas biomoléculas de actuar como receptoras de protões ou doadoras de electrões em certas reacções metabólicas) e AP-t (activador do plasminogénio tecidual, uma proteína ligada ao processo de dissolução de coágulos de sangue); na outra, é levada a cabo a fixação do dióxido de carbono.

Quando um organismo autótrofe alcança a quimiossíntese, é normal os quimiossintéticos mostrarem uma certa atracção às moléculas inorgânicas reduzidas que se encontram no meio, sendo as mais importantes o H2S (sulfuro de hidrogénio), o H2 (hidrogénio), o Fe2+ (ferro ferroso), o S2O (tiossulfato) e o S (enxofre elementar). Os electrões que tenham sido extraídos desses substractos entram numa cadeia que os transporta, de forma semelhante à respiração aeróbica (a qual consiste em extrair energia de moléculas orgânicas).

A raiz das características da quimiossíntese, muitos cientistas acreditam que este mecanismo de produção de energia se possa desenvolver noutros planetas, o que abre a possibilidade da existência de vida extraterrestre.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

eixo terrestre

A noção de eixo tem mais de uma dúzia de significados. Pode ser a haste que sustenta um corpo enquanto ele gira, passando por...

Conceito de

égide

Égide tem origem na palavra latina “aegĭde” que significa o escudo de Júpiter ou o escudo de Minerva. De acordo...

Conceito de

écloga

Uma palavra grega que pode ser traduzida como escolha, chegou ao latim como “eclŏga” que em português se converteu...

Conceito de

Idade Antiga

Com origem etimológica na palavra latina “aetāte”, idade pode se referir a diferentes questões. Neste caso, vamos...

Conceito de

efusivo

O adjetivo efusivo é usado para qualificar aquilo ou aquele que manifesta ou revela efusão: ímpeto, vigor ou expansão nos...

Conceito de

efluente

A Michaelis, em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa, define um efluente como um resíduo (em forma de fluido ou...

Conceito de

efeméride

A palavra grega “ephemerís”, que se refere ao que é próprio de um dia, derivou no latim “ephemerĭde”...

Conceito de

edema

A palavra grega “oidema” chegou ao nosso idioma como edema. O termo é usado no campo da medicina para se referir à...

ARQUIVOS