Conceito de quiropraxia


Out 11, 15

A noção de quiropraxia não é aceite pelos dicionários de expressão portuguesa. No entanto, aparece o termo quiroprática, que se refere a um tipo de tratamento médico orientado a dores dos músculos ou dos ossos através de massagens na região afectada.

A quiroprática (ou quiropraxia) faz parte daquilo que se conhece pela designação de medicina alternativa. Os especialistas nesta matéria, denominados quiropráticos, encarregam-se de prevenir, diagnosticar e tratar diversos problemas de saúde que repercutem negativamente nas articulações, nos ossos, nos músculos e nos nervos.

A chave da quiropraxia reside no uso das mãos. Através da manipulação dos tecidos macios e das articulações, exercendo diferentes tipos de pressão, os quiropráticos procuram realizar ajustes e correcções que redundem num maior bem-estar do paciente. A base do cuidado quiroprático são os diferentes ajustes que se realizam na coluna vertebral usando as mãos, e isto chama-se manipulação da coluna.

Aquilo que procura fomentar a quiropraxia é a capacidade de regeneração do corpo sem recorrer a intervenções cirúrgicas ou à utilização de substâncias químicas. Os seus tratamentos pretendem optimizar o elo entre a estrutura vertebral do corpo e as funções reguladas pelo sistema nervoso.

O controlo da quiroprática varia consoante o país. Esta disciplina começou a desenvolver-se em finais do século XIX nos EUA e rapidamente se expandiu para o resto do mundo. A titulação e o reconhecimento da prática, por conseguinte, dependem de cada Estado.

Para os detractores da quiropraxia, esta prática não provoca nenhum efeito positivo no organismo, podendo, aliás, causar danos nas vértebras devido à manipulação exercida pelo quiroprático.