Conceito.de

Conceito de serviços de saúde

Serviço é o ato e o efeito de servir. O conceito faz referência à atividade que consiste em realizar uma determinada ação para satisfazer uma necessidade. Em geral, os serviços implicam dar algo que não é material, ao contrário dos produtos que são bens materiais.

A ideia de saúde, por sua vez, está relacionada com o bem-estar físico e psicológico de uma pessoa. Quando um indivíduo goza de boa saúde, o seu organismo pode executar as suas funções com normalidade e a sua psique não apresenta alterações.

Os serviços de saúde, por conseguinte, são as prestações que prestam assistência sanitária. Pode-se dizer que a articulação destes serviços constitui um sistema de atenção orientado para a manutenção, a restauração e a promoção da saúde das pessoas.

É importante ter em conta que os serviços de saúde não contemplam unicamente o diagnóstico e o tratamento de doenças ou transtornos. Também abarcam tudo o que se refere à prevenção dos mais e a difusão daquilo que ajuda a desenvolver uma vida saudável.

A maioria dos países dispõe de serviços de saúde públicos e privados. Os serviços públicos de saúde são geridos e financiados pelo Estado, ao passo que os serviços privados de saúde são prestados através de empresas que têm fins de lucro.

No caso de Portugal, por exemplo, é o Estado que controla os serviços de saúde em muitos aspectos, nomeadamente a gestão.

No Reino Unido há o Serviço Nacional de Saúde (em inglês: National Health Service – NHS, um sistema de saúde similar ao que há no Brasil com o SUS, onde se tem recursos por meio do recolhimento de impostos, exceto pela Irlanda do Norte, Inglaterra, Escócia, País de Gales e Escócia, onde se tem um sistema administrado de forma separada.

Os hospitais, as clínicas e os sanatórios são algumas das instituições onde são prestados serviços de saúde. Entre os profissionais que trabalham neste sector, é possível mencionar os médicos, os enfermeiros e os farmacêuticos.

Contudo, um sistema de saúde é composto por vários profissionais que fazem com que o mesmo funcione além dos médicos e dos enfermeiros, tais como: gestores, outros órgãos que o auxiliam, pessoal de apoio, etc.

Mas falando de modo geral, um sistema de saúde é composto por três componentes que possuem, cada um deles, funções específicas: o componente médico (que seria todo o pessoal envolvido no tratamento e ações de prevenção, atendendo aos pacientes), econômico (fornecendo os recursos necessários para suprir o que é preciso num sistema de saúde) e político (aqui seria a gestão do sistema).

E mesmo que um país adote um modelo de gestão em saúde, isso não significa que esse seja um sistema puro e único ali, mas sim que aquele modelo adotado é predominante, uma vez que não há um país que conte com um único modelo de gestão de saúde.

Mas em vários países, em especial os classificados como de terceiro mundo, o serviço de saúde público costuma ser mais precário, havendo até mesmo falta de médicos e equipamentos para atender a população. E, nisso, muitas ações e investimento são cobrados para que se supra essa necessidade.