Conceito.de

Conceito de sintaxe

A palavra sintaxe deriva do latim sintaxis que, por sua vez, tem origem num termo grego que significa “coordenar”. Trata-se da parte da gramática que ensina a coordenar e unir as palavras para formar as orações e expressar conceitos. Na informática, a sintaxe é o conjunto de regras que definem as sequências corretas dos elementos de uma linguagem de programação.

Enquanto ramo pertencente ao campo da linguística, a sintaxe estuda as regras que governam a combinatória de constituintes e a formação de unidades superiores a estes, como é o caso dos sintagmas e das orações.

De acordo com o filólogo e linguista norte-americano Leonard Bloomfield (1887-1949), a sintaxe é o estudo de formas livres compostas completamente por formas livres. Esta noção é conhecida como estruturalista.

As formas mais pequenas em que uma forma mais ampla se pode analisar são os seus constituintes sintáticos, isto é, uma palavra ou sequência de palavras que funciona em conjunto como uma unidade dentro da estrutura hierárquica de uma oração.

O paradigma atual da ciência refere-se à gramática generativa, que se centra na análise da sintaxe como constituinte primitivo e fundamental da linguagem natural.

Por outro lado, convém destacar que a análise sintática de uma frase corresponde à procura do verbo conjugado dentro da oração, para estabelecer uma distinção entre o sintagma nominal (sujeito) e o sintagma verbal (predicado). Nesse sentido, uma vez localizado o verbo, pergunta-se quem realiza a ação. A resposta prende-se com o sujeito, ao passo que o resto se prende com o predicado.

Algumas das nomenclaturas que são atribuídas ao estudo da sintaxe são: objeto direto e objeto indireto, sujeito, aposto, verbo transitivo direto, verbo transitivo indireto, verbo transitivo direto e indireto, complemento nominal, verbo de ligação, verbo intransitivo, vocativos, núcleos, agente da passiva, predicativo do sujeito e do objeto, adjunto adnominal e adjunto adverbial.

Na frases a seguir podemos conferir alguns exemplos do uso da sintaxe:

– Desde ontem que estão a trabalhar no projeto para a escola;

– Ligaram essa manhã para saber do andamento do caso.

Nas frases acima temos um sujeito que é indeterminado e podemos analisar isso por meio da sintaxe. Veja abaixo o sujeito indeterminado em ambas as frases:

– Desde ontem que [eles] estão a trabalhar no projeto para a escola;

– [Eles] ligaram essa manhã para saber do andamento do caso.

É comum haver confusão entre sintaxe e morfologia, o que faz com que seja dificultado o entendimento e a resolução de questões de língua portuguesa. Mas enquanto a sintaxe é o estudo do que as palavras podem fazer, a morfologia trata de definir o que as palavras são.

A morfologia compreende o estudo da classificação das palavras segundo suas características, tendo aqui as classes gramaticais como preposição, conjunção, interjeição, substantivo, numeral, pronome, artigo, adjetivo, verbo e advérbio.

Enquanto isso, a sintaxe é a responsável por definir a função e também a posição dessas palavras e expressões num dado período. Ambas, sintaxe e morfologia, se completam, se complementam, por isso acabam sendo confundidas muitas das vezes.