Conceito.de
Conceito de

Spyware

Spyware é um tipo de software malicioso que, quando instalado num sistema, monitora as atividades do usuário sem seu consentimento. Após isso, ele colhe informações pessoais e dados sensíveis para os enviar a terceiros.

spyware
O spyware se trata de um software (programa) malicioso que pode afetar computadores e dispositivos móveis

Mesmo que muitas vezes ele seja subestimado frente às ameaças mais espetaculares, como o ransomware, o spyware traz um risco significativo para a privacidade e a segurança das informações nesse mundo que é cada vez mais interconectado.

O spyware é tido como um dos mais perigosos malware, podendo tanto afetar computadores como dispositivos moveis como celulares e tablets. E como atua de modo silencioso, ainda é um dos mais difíceis de se fazer a detecção.

O impacto do spyware na segurança digital

Conforme a tecnologia avança, as ameaças cibernéticas seguem evoluindo. O spyware, ao lado de outras formas de malware, possui um impacto denso na segurança digital, afetando os pilares essenciais da proteção de dados e da privacidade. E os resultados disso podem ser devastadores, causando danos tanto a indivíduos quanto para empresas em vários níveis.

Em certos casos, o usuário pode ter dado permissão para que o spyware se instalasse em seu computador, mas essa permissão teria sido dada de maneira inadvertida. Um exemplo disso seria aceitar os termos e as condições de software que aparentou ser legitimo.

Tipos de spyware: infiltrações disfarçadas

O spyware ainda pode ser classificado em:

  • Adware: mesmo que nem todo adware se classifique como malicioso por natureza, mas o mesmo poderia ser converter em algo invasivo e incômodo. O adware mostra anúncios indesejados e pop-ups que são intrusivos, em muitos casos induzindo os usuários a clicarem em links danosos;
  • Trojan: como na história do cavalo de Troia, esse spyware se disfarça de software legítimo a fim de enganar os usuários. Quando instalado, o trojan abriria uma porta para os demais malwares ou para ações prejudiciais sem o usuário tenha conhecimento disso;
  • Keyloggers: são espiões virtuais que registram cada tecla digitada pelo usuário, assim podendo expor senhas, informações financeiras e demais dados confidenciais;
  • System monitors: atuando nas sombras, eles fazem o rastreamento das atividades no sistema, identificando sites que o usuário visitou até os aplicativos que ele usou, assim sendo capaz de coletar uma vasta informação;
  • Tracking cookies: se por um lado há os cookies benignos, usados para melhorar a experiência do usuário, por outro há os tracking cookies, utilizados por spyware a fim de rastrear atividades na web e elaborar perfis dos usuários com detalhes.

Como o spyware funciona

O spyware utiliza métodos diversos de infecção, se valendo das vulnerabilidades humanas e tecnológicas. Um exemplo seriam os ataques de phishing, que enganam os usuários através de e-mails falsos ou de sites fraudulentos, fazendo com que eles instalem o spyware sem ter conhecimento.

Além do mais, os já citados downloads maliciosos, que chegam disfarçados de software legítimo, ainda ajudam o spyware a se infiltrar nos sistemas.

Depois da infecção, o spyware atua de forma discreta, coletando informações sensíveis, analisando hábitos de navegação, conseguindo senhas e, ainda, fazendo capturas de tela (prints) sem o usuário saber. É comum que os dados obtidos sejam depois comercializados na darknet, uma rede obscura que alimenta o mercado de informações roubadas.

A darknet se trata de um grupo de redes privadas independentes não indexadas através de mecanismos de busca e não seriam acessadas por meio de navegadores web comuns.

Impactos do spyware

conceito de spyware
E-mails são outra forma de um computador receber uma infecção por spyware

Dentre os impactos que uma infecção por spyware pode causa numa máquina há como citar:

Riscos à privacidade: o spyware infringe a privacidade do usuário, mostrando informações pessoais que seriam usadas de modo prejudicial;

Roubo de identidade: tendo o acesso a informações confidenciais, invasores conseguem com facilidade roubar identidades, gerando danos financeiros e até mesmo emocionais;

Fraude financeira: dados bancários e também informações de cartão de crédito, por exemplo, obtidos pelo spyware seriam usados com o objetivo de fazer transações fraudulentas;

Diminuição do desempenho do computador: o spyware obtém recursos do sistema, fazendo com que os dispositivos se tornem mais lentos e mais instáveis.

Prevenção e detecção de spyware

Para combater essa ameaça que é o spyware, é fundamental adotar práticas mais sólidas de segurança digital. Um dos exemplos seria o uso de um software antivírus eficaz e seguro e também um anti-spyware, sendo uma linha de defesa essencial. Além do mais, firewalls ajudariam também fornecendo bloqueio do tráfego indesejado, prevenindo a comunicação do spyware com os servidores remotos.

A educação do usuário também exerce um papel fundamental na prevenção de infecções pelo spyware. Quando os usuários aprendem a reconhecer os sinais de ataques de phishing, a evitar downloads suspeitos e a manter os sistemas atualizados, então se tem uma estratégia bastante eficaz para a prevenção de ataques.

O que também ajuda nesse processo de proteção é o uso de criptografia e conexões seguras, a exemplo das VPNs e SSL (Secure Socket Layer). Tais sistemas ajudam a proteger as informações numa transmissão, tornando difícil a interceptação por hackers.

Citação

SOUSA, Priscila. (11 de Agosto de 2023). Spyware - O que é, tipos, conceito e definição. Conceito.de. https://conceito.de/spyware