Conceito.de

Conceito de tsunami

Formado por tsu (“bahía”, “porto”) e nami (“onda”), o termo tsunami é de origem japonesa. Esta palavra é bastante utilizada enquanto sinónimo de maremoto (do latim mare -“mar”- e motus -“movimento”-).

Por conseguinte, um tsunami ou maremoto é a agitação violenta das águas do mar, a partir de uma sacudida do fundo. O tsunami pode propagar-se até à costa e ocasionar graves inundações.

Essa sacudida do fundo do oceano é provocada, regra geral, por um terramoto que gera o deslocamento vertical da água. Nestes casos, o mais preciso é falar de maremoto tectónico.

De qualquer forma, o conceito de tsunami também é usado para fazer referência às ondas gigantes que são ocasionadas por furacões ou temporais, embora só se trate de ondas superficiais produzidas por um vento bastante forte.

O mais recente tsunami de grande magnitude teve lugar no dia 27 de Fevereiro de 2010 no Chile, e foi de 8.8 graus na escala de Richter. Antes desse, tinha ocorrido outro (ainda mais violento) no Japão, a 26 de Dezembro de 2004, com epicentro na costa oeste de Sumatra (Indonésia). O fenómeno produziu-se por um terramoto no oceano Índico que promoveu o tsunami e causou a inundação de muitas populações costeiras.

Os especialistas estimam que, devido a este tsunami, faleceram cerca de 230.000 pessoas. A magnitude do terramoto foi tal que se situou em 9.3 na escala de Richter, o que o coloca no segundo lugar na tabela dos maiores terramotos desde que se inventou o sismógrafo.