Conceito.de

Conceito de catabolismo

O termo grego “katabolé”, traduzível como “ação de atirar de cima para baixo” chegou ao português como catabolismo. O conceito refere-se ao conjunto de procedimentos que o metabolismo realiza para degradar substâncias e, assim, gerar outras mais simples.

Assim, o catabolismo implica a conversão de moléculas complexas em moléculas mais simples. No processo, libera-se energia que o organismo se encarrega de armazenar. Normalmente, o catabolismo baseia-se em reações redox (redução-oxidação).

Pode-se dizer que o catabolismo é o oposto do anabolismo, que requer energia para sintetizar biomoléculas complexas por meio de outras mais simples. O metabolismo é composto pela totalidade dos processos de catabolismo e anabolismo.

Através da digestão, biomoléculas como lipídios e proteínas são degradadas e tornam-se monômeros (monossacarídeos, aminoácidos etc.), um processo que se desenvolve fora das células. Uma vez obtidas essas moléculas menores, elas se tornam ainda mais simples no interior celular.

Um exemplo do processo de catabolismo é a glicólise, que envolve a degradação da glicose. Nesse processo, a glicose é oxidada, uma reação que libera a energia que estava em suas ligações químicas.

A sequência de reações geradas no âmbito do catabolismo ou anabolismo chama-se via metabólica. Isso começa em um substrato inicial, continua em metabólitos intermediários e deriva em vários produtos finais. De acordo com a via metabólica seguida e a natureza da molécula, o catabolismo desenvolve reações com eficiência e desempenho diferentes e, portanto, varia.