Conceito.de

Conceito de colesterol

Escutar o artigo

O colesterol é um lipídio encontrado na membrana celular e também em alguns hormônios. Ele, que é um tipo de gordura, é encontrado no organismo em distintos tipos: o colesterol HDL, LDL e o VLDL.

colesterol
Alimentos gordurosos e frituras são ricos em colesterol ruim (LDL)

No organismo dos seres humanos e dos animais é onde o colesterol é produzido em sua maioria, sendo isso feito no fígado. Mas ele é ainda encontrado em muitos alimentos, tais como as frutas como o abacate, em carnes vermelhas, etc.

Cabe dizer que o que a maioria das pessoas chama de colesterol se trata da união dos diferentes tipos de colesterol, sendo que quando alguns desses estão em altas concentrações no organismo isso pode gerar a formação de placas nas paredes das artérias, já que esse circula pelo sangue, o que causa impedimento ou dificuldade para o sangue passar ali.

Funções do colesterol

O colesterol é algo importante para o organismo. Esse tipo de gordura é um componente essencial para a estrutura da membrana das células do corpo, as quais encontram-se no fígado, coração, cérebro, intestino, entre outros órgãos.

E no corpo, o colesterol ainda atua na produção de hormônios, como é o caso da vitamina D, a testosterona, o cortisol e os ácidos biliares que têm a função de digerir gorduras.

Colesterol LDL

O LDL (sigla para Lipoproteínas de baixa densidade) ou colesterol “ruim” se trata do colesterol que quando elevado pode causar sérias complicações para a saúde.

Esse colesterol poderia criar placas de gordura que se prendem nas paredes das artérias e geram dificuldades para que o sangue flua normalmente para os órgãos o cérebro e o coração, o que provocaria sintomas como dor no peito ou um ataque cardíaco. É orientado que os indivíduos tenham um colesterol LDL sempre abaixo de 130 mg/dl (miligramas por decilitro de sangue).

Alimentos que possuem altos níveis desse colesterol ruim são: alimentos fritos, processados como salame e salsicha, achocolatados, pudins, etc.

Também, a obesidade é uma condição que pode favorecer o aumento do colesterol ruim, dado que esses se alimentam de forma inadequada e são mais sedentários.

Colesterol HDL

Já o colesterol HDL (sigla para Lipoproteínas de alta densidade), que muitos ainda conhecem como colesterol “bom”, tem a função de atuar na remoção do excesso de colesterol no sangue. E, diferente do LDL, no HDL, quanto maiores são as suas taxas no sangue, menores são as chances de se desenvolver algum problema cardíaco. O recomendado é que os níveis de HDL estejam sempre acima de 40 mg/dl.

Alguns dos alimentos ricos em colesterol bom são o abacate, azeite de oliva in natura, salmão, alho, manteiga de amendoim, amêndoas, castanha, etc.

Colesterol VLDL

Também há a Lipoproteínas de muito baixa densidade, da sigla VLDL (que se origina no inglês Very Low Density Lipoprotein) que é um colesterol com a função de conduzir mais triglicérides, que é um outra gordura que se encontra no sangue, do conduzir colesterol. Níveis elevados de VLDL podem acumular gorduras nas artérias, o que elevaria o risco de desenvolvimento de doenças cardíacas.

Sintomas do colesterol alto

conceito de colesterol
O ovo é um alimento que pode aumentar o colesterol

Os indivíduos que possuem colesterol elevado geralmente não apresentam sintomas, ainda que as taxas estejam muito altas. Desse modo, o único meio de saber sobre os níveis dos diferentes tipos de colesterol é por meio de um exame de sangue de rotina.

Mas além do exame de sangue, o médico poderá antes questionar o paciente sobre sintomas, sobre o histórico familiar, os hábitos desse paciente, se já realizou um teste de colesterol, entre outras coisas.

Especialistas que realizam o diagnóstico do colesterol são: o clínico geral, o endocrinologista e também o cardiologista.

Mas quando há sintomas para o excesso de colesterol no organismo, alguns dos mais comuns são: palpitação, falta de ar e dor no peito, sendo que nesse caso eles teriam relação com alguma doença que se originou com o excesso de colesterol no sangue.

E existem pacientes que são ainda considerados como de alto risco, ou seja, que níveis altos de colesterol neles poderia ser alto gravíssimo para a saúde, como é o caso daqueles com diabetes tipo 1 e 2, os que possuem doença renal crônica, aqueles que realiza procedimento par revascularização arterial, entre outros.

Colesterol infantil

Entre os especialistas de medicina, é orientado que o exame de sangue para saber os níveis de colesterol nas crianças seja realizado apenas quando essas alcançarem a idade de 9 a 11 anos, sendo outro teste feito entre 17 e 21 anos.

Há com consenso sobre evitar o teste para aqueles que tenham entre 12 a 16 anos, pois é comum que haja mais resultados falso-negativos nessa faixa etária.

Caso a criança possua um histórico familiar de doença cardíaca que tenha ocorrido precocemente ou mesmo um histórico pessoal de diabetes ou de obesidade, o médico pode orientar que seja realizado um teste de colesterol mais cedo ou com mais frequência.

Citação

SOUSA, Priscila. (27 de Setembro de 2022). Conceito de colesterol. Conceito.de. https://conceito.de/colesterol