Conceito.de

Conceito de concordância

Chama-se concordância à anuência, consentimento ou correspondência que existe entre dois elementos. O termo, que vem do termo latino “concordantĭa”, pode ser usado em vários contextos.

No campo da gramática, concordância é a congruência de um tipo formal que deve ser registrado entre as informações flexivas das palavras que estão ligadas ao nível sintático.

O que a concordância gramatical faz é estabelecer a relação gramatical entre os diferentes constituintes. Para isso, recorre a referências cruzadas que levam cada palavra a adotar uma determinada forma de acordo com as características determinadas por outra palavra: ambas, por essas características, concordam.

O número e o gênero são dois dos traços que permitem o desenvolvimento da concordância gramatical, que pode ser verbal, nominal ou outra. Para se expressar corretamente, deve haver concordância entre os artigos, adjetivos e substantivos que formam uma frase, para citar um caso.

Isso significa que, se vamos usar o substantivo “casa”, por exemplo, também teremos que usar um artigo feminino e singular (“a”) e um adjetivo que seja concordante (como “grande”): “A casa grande”. Expressões como “O casa grande”, “As casa grande” ou “A casa grandes” não apresentam concordância.

Na música, concordância é a proporção mantida pelas várias vozes que, em uma composição, soam juntas.

Fala-se, por outro lado, de concordância genética para se referir à existência da mesma característica fenotípica em alguns indivíduos, geralmente gêmeos monozigóticos.