Conceito.de

Conceito de cromoterapia

Escutar o artigo

A cromoterapia é a terapia que faz uso das cores para tratar diferentes tipos de doenças. Ela é uma terapia complementar que ainda leva o nome de terapia das cores, onde é feito ouso de cores básicas como amarelo, vermelho, verde, laranja e outras.

cromoterapia
Por meio da cromoterapia é possível tratar diferentes enfermidades

Febre, insônias e doenças psíquicas são algumas das condições que podem ter como terapia complementar a cromoterapia.

Quem realiza essa terapia é chamado de cromoterapeuta. Esse especialista aplica o tratamento segundo o que ele conhece das cores e as propriedades de cada uma.

Como a cromoterapia funciona

Nesse procedimento, cada uma das cores traz consigo vibrações e também frequências eletromagnéticas, além de outros tipos de características terapêuticas. E conta-se que ela pode intervir em todo o sistema nervoso, segundo os propósitos do tratamento.

Desse modo, as ondas que as cores emitem ajudam a restaurar o equilíbrio do corpo e da mente. Inclusive, esse tratamento, além de promover bem-estar, pode ser capaz de tratar condições como hipertensão e ser um tratamento auxiliar para os casos de depressão.

Como cada uma dessas cores é capaz de atrair um tipo de energia que é essencial para manter o funcionamento adequado do organismo, então é costume trabalhar as mesmas nos seguintes casos:

– Realizando meditações com as mesmas;

– Também com a visualização de feixes de luz adentrando ambientes, alimentos e no próprio corpo;

– Entre outros casos.

Para a eficácia da cromoterapia, recomenda-se que cada parte do corpo ou cada condição seja tratada usando um determinado tipo de cor. Em outras palavras, é essencial que cada cor seja aplicada para tratar um determinado problema.

No Brasil, o sistema único de saúde (SUS) adotou o uso dessa terapia para complementar outros tratamentos. E nele a cromoterapia integra o que é chamado de Programa Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC). Mas esse é um tratamento complementar, não substituindo, sob hipótese alguma, os tratamentos médicos.

Essa terapia pode ser feita com o uso de diferentes objetos com cores distintas, tais como: roupas, lâmpadas coloridas, alimentos, entre outros.

Mas nessa terapia não é apenas por meio da visão que se consegue absorver a energia que há numa determinada cor. Conta-se que todo o organismo é capaz de usufruir dos benefícios dela, a conseguindo perceber.

Significado das cores na cromoterapia

conceito de cromoterapia
Cada cor na cromoterapia possui um significado

Na cromoterapia, cada cor traz benefícios distintos, podendo, então, aplicá-las em diferentes situações. A seguir há a explicação sobre as características de cada cor nessa terapia complementar:

Vermelho – essa é uma cor que ajuda a complementar tratamentos de problemas como a depressão, pois possui propriedade estimulantes. Além do que, ela ainda ajuda a reduzir o desanimo. Mas na decoração essa cor deve ser aplica cada em locais estratégicos, evitando comprometer uma boa noite de sono, por exemplo, ao ser colocada no quarto;

Amarelo – é uma cor viva tida como a cor que estimula a criatividade e a inteligência. Essa cor é ainda usada quando se deseja eliminar os pensamentos de obsessão;

Laranja – essa cor ajuda a restaurar e regenerar. Ela é classificada como a cor para um tratamento complementar que ajudaria na recuperação emocional. O laranja é a cor da melhora e também da coragem;

Verde – já o verde traz calmaria e ajuda no equilíbrio. Essa é uma cor sem contraindicações. Dentre as capacidades dela está o fato da mesma proporcionar melhorias na condição físicas e ainda dar energia para o corpo;

Azul – quem enfrenta problemas de insônia ou encontra-se com estresse excessivo pode fazer uso do azul para ter de volta a tranquilidade e também a paciência. As noites de sono podem ser melhores com ele. Tanto a mente quanto o corpo são tranquilizados por meio dessa cor, que ainda representa recrescência e clareza;

Índigo – essa cor atua na limpeza de ambientes, também os purificando. O índigo também trabalha com a intuição de uma pessoa e equilibra suas energias;

Violeta ou lilás – essa é uma cor amplamente usada com o objetivo de causar equilíbrio espiritual. É por isso que ela é vista como uma cor mística, eliminando ou isolando os ambientes conta as más vibrações. Quem se encontra com falta de crença também se beneficiaria da cromoterapia;

Rosa – é a cor do amor e da união. Ela costuma ser aplicada na cromoterapia quando o objetivo é equilibrar os relacionamentos em diferentes âmbitos.

Origem da cromoterapia

Conta-se que desde de 2.800 a.C. as cores são aplicadas como forma de tratamento a diversas enfermidades. Alguns povos que usavam esse tratamento eram os chineses, os indianos e os gregos. Era comum então o uso de flores e de pedras preciosas nos tratamentos das doenças.

Pelo mundo, existem vários hospitais que adotam a cromoterapia como forma de tratamento auxiliar. Há hospitais, inclusive, que usam essa terapia nos bebês nascidos prematuramente, por meio da luz ultravioleta.

Além disso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) reconhece desde 1976 essa técnica, estando classificada pela organização como uma terapia complementar essencial.

Citação

SOUSA, Priscila. (6 de Janeiro de 2023). Conceito de cromoterapia. Conceito.de. https://conceito.de/cromoterapia