Conceito.de

Conceito de electricidade

Escutar o artigo

A electricidade é uma propriedade física que se manifesta através da atracção ou repulsão entre as partes da matéria. Esta propriedade tem origem na existência de electrões (com carga positiva) ou protões (com carga negativa). No português do Brasil o termo usado e eletricidade.

electricidade ou eletricidade
A electricidade foi descoberta pelo filósofo grego Teles de Mileto

Por outro lado, a electricidade é uma forma de energia que se baseia na dita propriedade física e que se pode manifestar em repouso (electricidade estática) ou em movimento (corrente eléctrica). A electricidade, neste sentido, pode gerar calor ou luz, por exemplo.

A electricidade pode produzir-se de forma natural. Os raios que aparecem durante as trovoadas são descargas eléctricas que se originam pela transferência de energia entre a ionosfera e a superfície terrestre. Outro fenómeno de electricidade natural ocorre nos processos biológicos graças aos quais o sistema nervoso funciona.

Além destes fenómenos naturais, o homem passou a produzir electricidade para pôr a funcionar todo o tipo de máquinas, dispositivos electrónicos e sistemas de transporte.

Entende-se por condutividade eléctrica a capacidade de um material em permitir a passagem da corrente eléctrica através do seu corpo e a facilidade com a qual os electrões o conseguem atravessar. A grandeza inversa à condutividade chama-se resistividade (os electrões encontram resistência nas suas deslocações).

Os condutores eléctricos são todos os materiais que, ao entrarem em contacto com um corpo carregado de electricidade, conseguem transmitir essa electricidade por toda a sua superfície. Os principais condutores são os metais e as suas ligas, como o cobre, o alumínio e o ouro.

A descoberta da electricidade

conceito de electricidade
Muitos profissionais (de distintas áreas) contribuíram para descobertas sobre a electricidade

Foi no século VI que a electricidade foi descoberta pelo filósofo grego Teles de Mileto. Mileto, quando esfregou um pedaço de âmbar em pele de cordeiro, viu que o âmbar acabava atraindo fragmentos de palha e madeira. E foi do termo “âmbar” (“eléktron” em grego”) que surgiu o nome electricidade.

E outros nomes também contribuíram para tudo isso, como foi o caso de Otto von Guericke, que no século XVII começou a realizar estudos sobre a eletrificação por atrito. E em 1672 ele cria a máquina geradora de cargas elétricas.

Chega a vez de Stephen Gray realizar sua contribuição com a distinção entre condutores e isolantes elétricos.

Benjamin Franklin inventaria mais tarde o para-raios. E outros como Luigi Aloisio Galvani, Alessandro Volta (inventor da “voltaica”), Humphry Davy, Hans Christian Örsted, James Clerk Maxwell e Heinrich Hertz prestaram também contribuições com estudos, pesquisas, descobertas, artigos e mais.

Ao longo da história, outra essencial descoberta foi uma máquina que armazenava cargas elétricas, qual ficou conhecida por condensador. Nessa máquina se possuíam dois corpos com propriedades de condução que eram separados por um isolante delgado.

Outras contribuições para a área

O físico Hans Christian Örsted descobre a relação entre a electricidade e o magnetismo ao analisar que um fio de corrente elétrica possuía atua ante uma bússola.

Já no ano de 1831, Michael Faraday presta sua contribuição ao descobrir que a variação no fluxo de campo magnético por meio de uma bobina próxima faz a indução de uma corrente. E isso foi aplicado para gerar correntes elétricas. Tal descoberta recebeu o nome de indução eletromagnética.

Outro que também contribuiu para os avanços nos estudos referentes a electricidade foi o físico Charles Dufay. O que Dufay fez foi propor a existência da electricidade vítrea e da electricidade resinosa, tipos que foram essenciais para trazer também a hipótese de existência dos chamados fluidos elétricos.

Já em 1827 foi a vez do físico alemão Georg Simon Ohm trabalhar na corrente elétrica que passa por condutores, formulando o que foi denominado como “lei de Ohm“.

O inventor americano Samuel Morse criou o telégrafo elétrico fazendo o envio de sinais curtos e longos por meio de uma linha. A codificação de sinais curtos e longos através de letras é chamada de código Morse, como uma forma de homenagear o inventor.

Já Heinrich Hertz realiza trabalhos que ajudam a descobrir que as ondas de rádio e as ondas de luz tratam-se de ondas eletromagnéticas.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (19 de Outubro de 2011). Conceito de electricidade. Conceito.de. https://conceito.de/electricidade