Conceito.de

Conceito de hipérbole

Do latim hyperbŏle, derivando este de um conceito grego, o termo hipérbole refere-se à figura retórica que consiste em aumentar ou diminuir excessivamente aquilo de que se fala. A noção também é usada para fazer alusão à exageração de uma circunstância, de um relato ou de uma notícia.

A hipérbole é portanto um tropo que consiste em aumentar ou diminuir a verdade do que é falado. Desta forma, quem recebe a mensagem dará mais importância à acção em si e não à qualidade propriamente dita dessa acção.

Trata-se de uma exageração intencionada, com a intenção de projectar no interlocutor uma imagem ou uma ideia, acabando por ser difícil de esquecer.

Por outro lado, chama-se hype (do inglês hyperbole) à qualquer propaganda/promoção exagerada, isto é, a um produto mediático (como um filme) que tenha gozado de uma cobertura excessiva por parte da imprensa ou de uma imensa publicidade, que lhe permite obter uma grande popularidade mais além da sua qualidade. No âmbito da moda, um hype é um produto que todas as empresas querem ter, pelo facto de criar tendência e gerar necessidade junto dos clientes.

Existem distintos tipos de hipérbole. Algumas são simples e são usadas na linguagem quotidiana, como “liguei-te umas cem vezes e não me atendeste” (quando alguém tenta ilustrar que chamou muitas vezes outra pessoa, sendo que cem é uma exageração) ou “mil vezes obrigado pela sua ajuda”.

Outros exemplos de hipérbole têm maior valor literário. Exemplo: “Assim esperamos – disse a plateia, já agora morrendo de rir” (Caetano Veloso).