Conceito.de

Conceito de massa corporal

A grandeza física que permite indicar a quantidade de matéria que contém um corpo conhece-se pelo nome de massa. A unidade de massa no Sistema Internacional é o quilograma (kg).

Corporal, por sua vez, diz-se daquilo que pertence ou que é relativo ao corpo. Entre os vários usos deste conceito, o corpo pode ser o conjunto dos sistemas orgânicos que constituem um ser vivo. O corpo humano, por exemplo, é formado pela cabeça, pelo tronco, pelos braços (as extremidades superiores) e as pernas (as extremidades inferiores).

A massa corporal, por conseguinte, diz respeito à quantidade de matéria presente num corpo humano. O conceito está associado ao Índice de Massa Corporal (IMC), que consiste em associar o peso e a altura da pessoa para descobrir se essa relação é saudável.

O peso, por si só, não constitui um dado relevante para conhecer o estado de saúde de uma pessoa. Duas pessoas podem pesar oitenta quilogramas cada uma e, no entanto, uma pode apresentar uma excelente forma física e a outra, sofrer de obesidade. Um peso de oitenta quilos é normal para quem mede 1,90 m, mas constitui um risco para alguém que mede 1,60 m.

O IMC, criado pelo estatístico, sociólogo e naturalista belga L.A.J. Quételet, é calculado dividindo o peso (em quilogramas) pela altura ao quadrado (em centímetros). Deve-se consultar numa tabela para saber se o IMC revela um peso saudável ou algum problema (peso baixo/insuficiente ou peso excessivo/obesidade) devendo ser corrigido.

É fundamental que uma pessoa esteja dentro do peso ideal, pois estar acima ou abaixo do peso pode acarretar em riscos à saúde, aumentando a propensão para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares quando se está acima do peso ou de desnutrição quando se está abaixo do peso. É por isso que é bastante comum que médicos, nutricionistas e até mesmo enfermeiros façam uma avaliação do IMC nas consultas de rotina do paciente, contribuindo para a prevenção de doenças.

Há diferentes ações quando se está acima ou abaixo do peso ideal. No primeiro caso, o indivíduo é aconselhado a reduzir a ingestão de alimentos calóricos e a realizar atividades físicas ou praticar esportes a fim de reduzir o estoque de gordura. Já no caso de quem está abaixo do peso, essa pessoa é orientada a realizar uma dieta que o ajude a ganhar massa muscular e a se proteger de doenças.

Um nutricionista pode passar uma dieta para o paciente tanto para reduzir quanto para aumentar a massa corporal, ficando no seu peso ideal.

É importante mencionar que o uso do cálculo do IMC pode não ser recomendado em alguns casos, tais como:

– No caso de atletas ou de pessoas com muito músculo, por exemplo, esse índice não valeria, já que ele não considera o peso dos músculos, podendo indicar que o IMC está elevado;

– Outro caso seria no de idosos, pois o IMC não leva em consideração a redução dos músculos que é algo natural nessa faixa etária;

– Por fim, há ainda o caso de mulheres grávidas, pois esse índice não considera o crescimento do bebê no útero da mãe.