Conceito.de

Conceito de parque ecológico

Os parques são espaços verdes de uso público. Trata-se de zonas onde costuma haver abundância de árvores e plantas, ajardinadas e diversas instalações (como bancos, jogos infantis, fontes e outros equipamentos) que permitem desfrutar do ócio e do descanso.

Ecológico, por sua vez, é um adjetivo referente àquilo que diz respeito à ecologia. Este último termo (ecologia), no seu sentido mais amplo, menciona as interações que mantêm os seres vivos com o meio ambiente.

Estas definições permitem-nos compreender a ideia de parque ecológico, um território que se caracteriza pelo cuidado especial que recebem as espécies que habitam no mesmo. É hábito a gestão destes espaços estar a cargo do Estado.

A finalidade de um parque ecológico é proteger o ecossistema no qual este se desenvolve embora estas regiões também sirvam para o lazer e permitam que a população conheça a natureza de um determinado lugar.

Graças ao cuidado intenso que as autoridades têm sobre os parques ecológicos, as áreas protegidas permitem desenvolver diversas investigações e estudos de carácter científico. Um parque ecológico, por conseguinte, ajuda a gerar conhecimentos valiosos sobre animais, plantas e os restantes integrantes do ecossistema em questão.

É importante não confundir um parque ecológico com uma reserva animal ou mesmo com uma reserva natural. O parque se destina ao público, sendo um local onde as pessoas podem desfrutar de um contato com a natureza, respirar ar puro e terem, com isso, mais saúde e qualidade de vida. Enquanto isso, a reserva animal é um local destinado ao habitat dos animais, sendo o local mais indicado para eles, ao contrário dos zoológicos.

Já a reserva natural destina-se a preservação de um ou mais tipos de plantas que estejam em extinção. Essas também podem ser chamadas de áreas protegidas.

Numa reserva os animais tem uma vivencia como se estivessem em seu habitat natural, algo que os zoológicos não proporcionam. Por outro lado, os parques ecológicos não são locais indicados para os animais viverem. É por esse motivo que muitos defendem a extinção dos zoológicos e a ampliação das reservas animais.

Através de um parque ecológico as pessoas podem ter uma imersão nas regiões verdes de um país como, por exemplo, a Mata Atlântica. Mas essas áreas também destinam-se a proporcionar experiências ambientais e educativas, especialmente para as crianças e estudantes.

No Brasil, alguns exemplos de parques ecológicos são o Parque Ecológico do Tietê, Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, Parque Nacional da Chapada Diamantina, na Bahia, Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, em Pernambuco, Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no Maranhão, Parque Nacional de Jericoacoara, no Ceará, entre outros. Alguns desses parques são administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade.