Conceito.de

Conceito de quiasma

Quiasma é um conceito que deriva da língua grega, cuja etimologia remete para algo que se dispõe de forma cruzada. A noção é usada em biologia para designar o cruzamento que fazem certas estruturas de tipo orgânico.

Pode-se dizer, por conseguinte, que o quiasma supõe o entrecruzamento de dois cromossomas que estejam em contato na meiose. No desenvolvimento da prófase, estes elementos são recombinados. É importante destacar que na meiose feminina se realiza um número maior de quiasmas do que na meiose masculina.

O quiasma é um fenômeno que se encontra associado a ligação dos genes, o que proporciona uma maior capacidade genética de submeter-se a variações e também percentagens gaméticas que diferem daquelas das que poderiam ser encontradas conforme a segunda lei de Mendel.

Um dos quiasmas mais importantes é quiasma óptico. Se trata do entrecruzamento parcial dos nervos ópticos, mais precisamente das suas fibras axónicas. Este quiasma, que se produz no cérebro, implica que metade das fibras do nervo óptico esquerdo passe para a fita óptica direita e vice-versa.

Como consequência deste quiasma, as imagens que se criam na retina são transferidos para o sector cerebral oposto. Os nervos ópticos, uma vez que atravessam o quiasma, passam a denominar-se tratos ópticos.

Convém frisar que o quiasma óptico pode sofrer diversos problemas e patologias, como lesões que, através de uma compressão, provoquem a atrofia óptica. Uma doenças da hipófise também pode afetar este quiasma.

Assim, o quiasma óptico trata-se de uma estrutura com o formato de X que se forma por meio do cruzamento dos nervos ópticos localizados no cérebro. Cabe ressaltar que é o nervo óptico que conecta o cérebro ao olho.

Para que o quiasma seja visto é necessário o uso de um instrumento óptico (o microscópio) no processo de meiose, ele é visto no momento em que as cromátides unem-se de maneira distinta numa forma de X.

O quiasma cruza-se com as fibras que partem das células nervosas da retina nasal e, assim, as fibras das células nervosas retinianas temporais que ficam no lado oposto unem-se. O que acontece em seguida é que o cérebro mistura todos os dados que são relacionados ao mesmo lado do corpo e, assim, forma-se um trato óptico que vai do quiasma até a região do cérebro responsável pela percepção visual.

E se houver uma compressão causada por um tumor ou mesmo se houver a interrupção do fluxo sanguíneo para aquela área, então isso pode gerar danos ao quiasma óptico. Pessoas que sofrem com tumores na chamada área quiasmática podem não apresentar sintomas ou, ainda, apresentar sintomas variados como dores de cabeça e comprometimento na visão. E o tratamento para esse problema dependerá da etiologia, sendo que o prognóstico geralmente costuma não ser bom.

Quiasma pode ser um termo usado ainda para descrever uma cruz no formato de X que se faz num manuscrito a fim de indicar a reprovação de alguma passagem ali.

ÚLTIMAS DEFINIÇÕES

Conceito de

estrume

O primeiro significado de estrume mencionado pela Michaelis em seu Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa alude aos...

Conceito de

estiva

No âmbito da marinha, estiva é o processo que consiste em depositar, da forma mais conveniente, uma carga em uma embarcação....

Conceito de

estaca

Uma estaca é um pau com uma extremidade afiada. Graças a esta particularidade, é um elemento com diferentes utilizações, uma...

Conceito de

esquimó

Esquimó é o nome dado a um povo cujos membros residem na região ártica da América do Norte, Ásia e Groenlândia. De acordo...

Conceito de

arrepiante

O adjetivo arrepiante é usado para qualificar o que arrepia: ou seja, estremece, horroriza ou provoca espanto. O arrepiante gera...

Conceito de

estabelecer

O vocábulo latino “stabiliscĕre”, frequentativo de “stabilīre” que significa tornar estável. Este...

Conceito de

esqueleto

O termo grego “skeletós”, que pode traduzir-se como corpo ressequido, esqueleto chegou ao francês como...

Conceito de

esporádico

O vocábulo grego “sporadikós” que pode ser traduzido como disperso, chegou ao nosso idioma como esporádico....

ARQUIVOS