Conceito de RAE


Nov 02, 15

RAE é a sigla que corresponde a Real Academia Espanhola, que é uma entidade cultural cuja fundação teve lugar no ano 1713 em Madrid. O responsável da sua criação foi Juan Manuel Fernández Pacheco y Zúñiga, um nobre que se inspirou nas academias de Florença e de França.

Felipe V, rei espanhol, aprovou a constituição da RAE em 1714, ficando a instituição sob a sua órbita. Desde então, compete à RAE elaborar normas que permitem regularizar o uso do castelhano.

Inicialmente, a RAE procurava normalizar o idioma que se falava tanto em Espanha como nas colónias do império. Depois da independência dos países americanos, surgiram novas academias que complementaram a actividade da RAE. Em 1951, por outro lado, nasceu a ASALE (Associação de Academias de Língua Espanhol), um grupo de que fazem parte a RAE e 22 academias do idioma espanhol que existem em diferentes nações.

Com 46 académicos de número, que são seleccionados pelos restantes académicos e ocupam o cargo de por vida, a RAE elabora o Dicionário da Língua Espanhola, conhecido como DRAE. Em 2001 publicou a 22º edição deste dicionário considerado como a fonte de consulta por excelência para confirmar a escritura correcta das palavras no nosso idioma e conhecer o seu significado preciso.

A RAE também desenvolve o Dicionário Pan-hispânico de Dúvidas, que procura satisfazer as preocupações mais frequentes sobre a utilização adequada da língua. Para além do dicionário, esta publicação inclui modelos sobre gentilícios, abreviaturas e conjugações de verbos, entre outros recursos.