Conceito.de

Conceito de vernáculo

Vernáculo é um termo que deriva do latim vernacŭlus. Este adjectivo refere-se a algo nativo ou doméstico, especialmente se for o caso de um idioma ou de uma língua. Exemplos: “Os cientistas desejam ampliar os seus conhecimentos sobre as flores vernáculas”, “Pediu-lhe desculpa, mas não compreendeu a língua vernácula”, “Ainda não domino todos os termos vernáculos”.

É habitual a noção de vernáculo se usar quando, num determinado contexto, se utiliza uma língua que é diferente da materna dos falantes. Durante muito tempo, o latim substituiu no âmbito da religião as línguas vernáculas. Por conseguinte, os textos religiosos continuavam a ser escritos e divulgados em latim, mesmo em regiões nas quais se falavam outras línguas. Também as missas ocorriam em latim, em detrimento das línguas vernáculas.

Dá-se o nome de língua veicular ou língua franca ao idioma que se adopta para facilitar o entendimento comum entre pessoas que não partilham da mesma língua vernácula. A língua veicular pode variar de acordo com a época ou o âmbito.

Assim como o latim era a língua veicular depois da dissolução do Império Romano, com os anos foi substituído pelo francês e pelo alemão segundo a área em questão. Hoje em dia, pode-se dizer que a língua franca é o inglês, uma vez que costuma ser o idioma escolhido por aqueles que não têm a mesma língua vernácula. Deste modo, é possível que um Peruano viaje até à China e comunique lá em inglês, por exemplo.