Conceito.de

Conceito de rancoroso

Escutar o artigo

Rancor é o ressentimento que persiste no tempo. Quem manifesta rancor para com outra pessoa costuma ser qualificada de rancorosa. Exemplos: “Sinto um grande rancor para com o meu pai por tudo aquilo que fez à minha mãe”, “Fica descansado, não te guardo rancor”, “Há muito rancor entre as pessoas que, desde faz anos, espera uma solução por parte dos dirigentes e nunca recebe uma resposta”.

É possível associar o rancor com um sentimento de repúdio que se mantém à medida que passa o tempo. Ao experimentar rancor, o sujeito ainda não perdoou àquele que lhe provocou desgosto ou irritação. Deste modo, cada vez que apareça algo que o leve a pensar na situação que motivou o seu enfurecimento, sentirá rancor e agirá em consequência.

Às vezes, o rancor desaparece em pouco tempo. É o caso de um homem que se aborrece com um amigo porque este ficou com um posto de trabalho a que este também aspirava. Depois de uns dias de rancor, entende finalmente que não se tratou de nenhuma acção realizada contra ela e acaba por aceitar a situação.

Outras vezes, em contrapartida, o rancor permanece durante muitos anos, inclusive até à morte. Suponhamos que uma criança é abusada sexualmente por um familiar, que é coberto e protegido pelo resto da família. Com o passar do tempo, esta criança torna-se um adulto cheio de rancor para com o abusador (que nuca foi castigado). Apesar de ter sessões de terapia e de tentar perdoar aqueles que considera responsáveis pela sua dor, o indivíduo não consegue deixar atrás o rancor mesmo após décadas.

O rancor pode ser resultado de algo que uma pessoa sofreu recentemente ou mesmo por algo que lhe aconteceu há muitos anos. Um exemplo do primeiro caso seria: “Depois do que aquele mulher sofreu hoje na festa, ela guardará um enorme rancor de sua amiga”. Já um exemplo do segundo caso seria: “de tanto sofrer bullying, infelizmente, o garoto cresceu tendo um enorme rancor pelas pessoas a sua volta”.

Também, uma pessoa pode guardar rancor de outra por causa de algo que lhe foi feito ou por algo que a outra pessoa deixou de fazer por ela, por exemplo: “O Paulo guarda um enorme rancor do Fabrício por ele não ter lhe dado apoio durante aquela discussão”.

Uma pessoa com rancor foi magoada devido a uma ofensa ou mesmo por uma desfeita.

O rancor é um sentimento que faz um mal maior para a pessoa que o tem, pois a pessoa estará revivendo a todo o instante aquilo que lhe fez desenvolver aquele rancor.

Para o Friedrich Nietzsche, o rancor gera danos a pessoa que o tem, lhe prejudicando o sono e, contudo, nenhum dano para quem fora o responsável por causar esse rancor no indivíduo. Especialistas recomendam resolver os problemas enquanto ele ainda estão recente e esforça-se para prosseguir a fim de eliminar o peso que gera o rancor.

O termo rancor recebe também como sinônimo “ressentimento” (que também descreve mágoa e aborrecimento), por exemplo: a frase “não lhe guardo mais nenhum rancor” poderia ser substituída por “não tenho mais ressentimentos de você”.

Citação

Equipe editorial de Conceito.de. (15 de Fevereiro de 2016). Conceito de rancoroso. Conceito.de. https://conceito.de/rancor