Conceito de retro


Mar 29, 16

Retro é um elemento compositivo que procede do latim e que se pode traduzir por “para trás”. Quando se adiciona este elemento a um termo, indica-se que está vinculado a algo do passado.

Retroactivo, por exemplo, é aquilo que influi sobre um tema que já passou. Uma lei retroactiva, neste sentido, permite julgar um evento que teve lugar no passado, quando a lei em questão ainda não existia.

Uma retrospectiva, por outro lado, é uma prova de que pretende rever de forma exaustiva a carreira de um artista. Se tivermos em conta o que foi referido sobre o elemento compositivo retro, podemos dizer que uma retrospectiva é uma visão “para trás” na carreira de um pintor, um escultor, etc.

Retroalimentação (o regresso de parte da saída de um sistema para a sua própria entrada) e retro-escavadora (uma escavadora que cava de cima para baixo) são outras noções formadas com o elemento compositivo retro.

A ideia de retro, por último, é usada como adjectivo para qualificar algo que é próprio do passado e que, por conseguinte, está fora de moda (isto é, já não se usa). Um homem que sai à rua de fraque, monóculo e relógio de bolso para fazer as compras, tem um look retro: não é habitual que, no século XXI, uma pessoa se vista dessa maneira no dia-a-dia e use os elementos mencionados.

Cabe destacar que a estética retro também pode constituir uma tendência actual: embora seja um paradoxo, com a sua evidente alusão ao passado, pode converter-se em algo moderno ou vanguardista.