Conceito.de

Conceito de soluto

Uma solução é uma mistura homogénea de duas ou mais substâncias. O soluto é a substância que, geralmente, se encontra em menor quantidade e que se dissolve na mistura. O solvente, por sua vez, é a substância que se apresenta em maior quantidade e em que se dissolve o soluto.

A concentração da solução indica a relação entre a quantidade de solvente e a quantidade de soluto. As propriedades químicas do solvente e do soluto não se alteram na solução.

O soluto é um sólido contido numa solução líquida. A solubilidade depende em grande parte da sua polaridade. Os compostos moleculares polares e os compostos iónicos são solúveis em dissolventes polares (como a água ou o etanol). Os compostos moleculares apolares, por sua vez, são solúveis em dissolventes apolares (como o éter).

A solubilidade é a medida da capacidade de uma substância para se dissolver noutra (isto é, a sua capacidade para agir como soluto). Esta medida pode ser expressa em moles por litro, gramas por litro ou em percentagem de soluto.

É importante ter em conta que um soluto pode ser sólido, líquido ou gasoso. O açúcar é um exemplo de solutos sólidos solúveis em água. A água também é solvente quando misturado com etanol, que atua como soluto líquido neste caso. Outro exemplo de soluto que se dissolve em água é o anidrido carbónico, que é um gás que é utilizado nas bebidas gasosas, o que só vem demonstrar que os solutos se podem apresentar em qualquer estado de agregação da matéria.

A água é considerada um solvente universal, pois ela consegue dissolver uma enorme quantidade de solutos/substâncias. Desse modo, ela é também o mais conhecido de todos.

Um exemplo de soluto seria o sal (cloreto de sódio) e um exemplo de solvente seria a água. Nesse caso, ao misturar os dois se tem uma solução. Cabe dizer que essa é uma solução classificada como eletrolítica, uma vez que as espécies iônicas na solução são capazes de conduzir eletricidade.

Mas existe também a solução não eletrolítica, ou seja, que não permite a passagem de corrente elétrica, como é o caso da solução açúcar (soluto) + água (solvente). Nesse caso, o soluto é neutro e, portanto, não reage ao solvente (no caso, a água).

Um outro exemplo da interação entre soluto e solvente é no caso do vinagre. E aqui tem-se uma mistura com água e ácido acético (há 4% dele). O ácido acético trata-se de um ácido carboxílico polar que interage com água que também é polar, assim os dois interagem através das ligações de hidrogênio. E aqui cabe abordar sobre uma regra importante quanto ao processo de solubilidade: semelhante dissolve semelhante.

Existe ainda o que se conhece por coeficiente de solubilidade que se trata do limite de soluto que é adicionado ao solvente numa determinada temperatura a fim de se formar uma solução que é saturada. Esse coeficiente de solubilidade pode mudar de acordo com situações como o soluto utilizado ou mesmo conforme a temperatura. Também, há um limite para que o solvente faça a dissolução.